Pai de Hazard garante desejo do filho em jogar no Real Madrid, mas nega proposta

Em entrevista a jornal belga, ex-jogador afirmou que seu filho tem interesse em atuar pelo clube merengue, mas que não foi feita nenhuma sondagem pelo meia do Chelsea

Pai de Hazard garante desejo do filho em jogar no Real Madrid, mas nega proposta
Foto: Mike Hewitt/Getty Images

Eden Hazard, meio campista do Chelsea e da seleção da Bélgica, rejeitou uma proposta de renovação de seu contrato, vigente até o ano de 2020. Em entrevista ao jornal belga Le Soir nessa sexta feira (29) o pai do jogador, Thierry, afirmou que sua não ampliação de contrato com o clube londrino teria um objetivo: a esperança de uma proposta para se juntar ao Real Madrid.

"É verdade que Eden rejeitou a proposta de renovação do Chelsea. Ele deseja estar em uma posição em que possa lidar com qualquer interesse potencial do Real Madrid, um clube que ele admira bastante." afirmou Thierry Hazard.

A declaração do pai do jogador de 26 anos confirma a admiração de Hazard pelo clube merengue, que o próprio atleta já havia expressado em outras oportunidades. Thierry Hazard, porém, garantiu que não há nenhum tipo de compromisso entre seu filho e o Real Madrid: "No momento não há nenhum contato entre as partes. O Real Madrid não fez nenhuma proposta a Eden."

No começo do mês de dezembro, a imprensa inglesa já havia publicado que o motivo para Hazard ter recusado a proposta do Chelsea para sua renovação foi justamente o sonho de jogar no Real Madrid. Com contrato até 2020 com o Chelsea, o meio campista teria pedido mais tempo para pensar no assunto, pois, apesar de oferecer um aumento salarial considerável, o novo contrato também dificultaria sua saída em um futuro próximo.

Formado nas categorias de base do Lille, rapidamente foi promovido ao elenco principal do clube francês, onde conquistou dois títulos: a Ligue 1 e a Coupe de France. Hazard chegou ao Chelsea no mês de junho de 2012 e desde então, conquistou dois títulos da Premier League, nas temporadas 2014/15 e 2016/17, além de uma Uefa Europa League na temporada 2012/13 e uma EFL Cup na temporada 2014/15, estando na seleção do Cameponato Inglês por quatro ocasiões e recebendo o prêmio de melhor atleta atuando na Inglaterra em 2015.