Valencia sofre, mas vira sobre Girona e segue na cola dos líderes

Equipe ché é surpreendida na etapa inicial, mas vence de virada e retoma confiança após três jogos sem vitória; Girona perde a segunda consecutiva

Valencia sofre, mas vira sobre Girona e segue na cola dos líderes
Foto: Jose Jordan/Getty Images
Valencia
2 1
Girona

Em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Espanhol 2017/18, o Valencia enfrentou o Girona, no Mestalla, neste sábado (6). Com gols de Dani ParejoRamalho (contra), o Valencia venceu o duelo por 2-1.

Vindo de uma derrota em casa no clássico regional, o Valencia após a vitória de hoje espantou sequência de três jogos sem vencer - contabilizando a Copa do Rei e o Campeonato Espanhol. Assume atualmente a 3ª colocação, dois pontos atrás do vice-líder Atlético de Madrid. O Girona continua na 10ª colocação, podendo ser ultrapassado por outras equipes que ainda duelam na rodada. 

A equipe valenciana volta a campo na próxima terça (9), pelas oitavas de final da Copa do Rei, jogo da volta contra o Las Palmas. A equipe catalã volta a campo no próximo sábado (13), pelo Campeonato Espanhol, também contra o Las Palmas. 

No primeiro tempo, o Valencia pressionou a equipe visitante, sendo as principais jogadas provenientes dos pés de seus extremos do campo - Andreas Pereira e Gonçalo Guedes. Entretanto, um alento em favor do Girona ocorreu em belo lance de insistência do defensor do clube catalão — Mojica, lateral-esquerdo do Girona, passou por uma marcação dupla adversária, cruzou com perfeição na área e Portu cabeceou para as redes, marcando o primeiro gol da partida. 

A equipe ché tinha dificuldades para trabalhar jogadas na zona defensiva adversária. Com uma linha de três zagueiros atacando e de cinco defensores sofrendo as ações ofensivas, o Girona vinha fazendo uma partida segura, dentro de suas limitações, apenas visando contra-atacar e esperar uma chance clara de gol. O gol de empate do Valencia surgiu aos 27 minutos — em lance individual e agudo de Gonçalo Guedes, o português deixou o marcador para trás, avançou em diagonal na área e cruzou, contando com desvio do defensor do Girona, Jonas Ramalho, para marcar contra o gol de empate do Valencia.

Na segunda etapa, o gol da virada posteriormente sairia em poucos minutos — Gayà avançou com um corredor livre pelo flanco esquerdo, passou pelo defensor do Girona com facilidade, que cometeu o pênalti em um carrinho criminoso sobre o lateral espanhol após ser ultrapassado. Parejo cobrou o pênalti com tranquilidade e marcou o gol da vitória da equipe mandante. As incidências da etapa final continuaram as mesmas: pressão do Valencia, os principais lances de perigo propiciadas pela equipe mandante, sem muita mudança no panorama em relação ao primeiro tempo.