La Liga move as peças após gestos de Piqué e denuncia cânticos contra zagueiro no clássico catalão

Realizado no último domingo (4), Espanyol e Barcelona travaram um duelo 'pegado', com direito a cânticos provocativos a Piqué; zagueiro espanhol marcou nos minutos finais e mandou a torcida rival se calar

La Liga move as peças após gestos de Piqué e denuncia cânticos contra zagueiro no clássico catalão
Foto: Quality Sport Images/Getty Images

No último dérbi realizado entre Espanyol e Barcelona, a La Liga enviou uma queixa ao Comitê de Competições da Federação Espanhola e à Comissão Antiviolência pelo ocorrido na 22ª rodada, cujo a torcida local provocou durante os 90 minutos o zagueiro e ídolo culé Gerard Piqué, com palavras 'baixas', mencionando até mesmo a sua família.

Sendo uma das principais figuras representativas do orgulho catalão e o seu movimento separatista, Piqué sempre polemiza com suas declarações, na qual manifesta sem hesitar seus ideais, muitas vezes criticado por isso. 

Visto que o Espanyol e a sua torcida não possui todo esse orgulho, em grande parte contra o independentismo catalão, o clássico entre as duas equipes ganha mais rivalidade nos gramados quando o aspecto político agrega nos atrativos. Logo, aliado a rivalidade local, o contraste no posicionamento político das equipes contribui na grandeza do clássico - sendo Piqué o principal escolhido da torcida para ser repudiado durante a partida.

No documento enviado, cita-se os cânticos proferidos pela torcida do Espanyol ao zagueiro espanhol: "Puta Barça, eh", "Piqué, cabrón, Shakira tiene rabo, tu hijo es de Wakaso y eres maricón". Provocações que foram em diferentes ocasiões da partida, incessantemente, após o gol da equipe mandante e da visitante. 

O jogador do Barcelona e da seleção espanhola não passou desapercebido e também será denunciado pelo comitê da competição, após mandar a torcida rival se calar.