Coutinho marca pela primeira vez, Barcelona bate Valencia e vai à final da Copa do Rei

Com assistência de Suárez, brasileiro marcou pela primeira vez no Barça. Ex-Palmeiras, Mina estreou e ficou em campo por dez minutos

Coutinho marca pela primeira vez, Barcelona bate Valencia e vai à final da Copa do Rei
Foto: Jose Jordan/AFP/Getty Images
Valencia
0 2
Barcelona
Valencia: Jaume; Montoya, Gabriel Paulista, Garay (Vezo, min. 25'/2ºT) e Gayá; Kondogbia, Dani Parejo e Coquelin (Gonçalo Guedes, min. 9'/2ºT); Vietto, Zaza e Rodrigo (Soler, min. 9'/2ºT). Técnico: Marcelino Toral.
Barcelona: Cillessen; Sergi Roberto, Piqué (Mina, min. 37'/2ºT), Umtiti e Jordi Alba; Sergio Busquets, Rakitic, André Gomes (Coutinho, min. 0'/2ºT) e Iniesta (Paulinho, min. 19'/2ºT). Messi e Suárez. Técnico: Ernesto Valverde.
Placar: 0-1, min. 4'/2ºT, Coutinho. 0-2, min. 36'/2ºT, Rakitic.
INCIDENCIAS: 2º jogo da semifinal da Copa do Rei 2017/18, partida realizada no estádio Mestalla, em Valencia, na Espanha.

Com direito ao primeiro gol de Philippe Coutinho e a estreia de Mina, o Barcelona venceu o Valencia por 2 a 0, na noite desta quinta-feira (8), no estádio de Mestalla, e garantiu a vaga na final da Copa do Rei. O brasileiro entrou no intervalo no lugar de André Gomes e precisou de quatro minutos para balançar as redes após receber passe de Suárez - o 'garçom' uruguaio também deu passe para Rakitic fechar o placar. 

O Barcelona alcançou a quinta final consecutiva na Copa do Rei. A decisão será contra o Sevilla, no próximo dia 21 de abril. Antes, o Barça mantém o foco no Campeonato Espanhol. Assim como o Valencia, só jogará no domingo (11). Às 13h15 (de Brasília), o time catalão recebe o Getafe, no Camp Nou, enquanto o Valencia enfrenta o Levante, às 17h45, também em casa. 

Barça tem mais posse de bola, mas cria pouco e leva susto do Valencia

Com vantagem após vencer o jogo de ida em casa por 1 a 0, o Barcelona entrou em campo com uma equipe mais conservadora e com quatro meias - André Gomes começou titular e Coutinho no banco. Embora tenha tido mais posse de bola, o Barça não conseguiu criar muitas oportunidades. 

Com um pouco de omissão do Barcelona no ataque, o Valencia aproveitou o apoio da torcida e assustou no primeiro tempo. Os mandantes foram responsáveis pelas melhores oportunidades e aos 13 minutos acertaram o travessão de Cillessen após cabeçada de Rodrigo. 

O goleiro Cillessen foi o grande destaque do primeiro tempo e por muitas vezes salvou o Barcelona, além de contar com a ajuda do travessão. Aos cinco minutos, o goleiro defendeu finalização colocada de Coquelin. Aos 27, Zaza obrigou o arqueiro a fazer a principal defesa do primeiro tempo. Graças a ele, o primeiro tempo terminou alteração no placar.

Coutinho marca, Barcelona vence Valencia e avança à final

Após sofrer alguns sustos no primeiro tempo e não conseguir atacar, Valverde resolveu mudar a equipe no intervalo. Philippe Coutinho entrou no lugar de André Gomes e logo aos quatro minutos recebeu passe de Suárez e, na segunda trave, empurrou para o fundo das redes do gol de Jaume. 

Coutinho marcou o primeiro gol com a camisa do Barça (Foto: Jose Jordan/AFP/Getty Images)
Coutinho marcou o primeiro gol com a camisa do Barça (Foto: Jose Jordan/AFP/Getty Images)

Precisando vencer a partida, o Valencia se lançou ao ataque com a entrada de Soler. O jovem atacante deu dor de cabeça à defesa do Barça. Aos 15 minutos, aproveitou o rebote do escanteio e levou perigo em chute colocado de fora da área. Aos 21, fez boa jogada individual e bateu no canto esquerdo, mas Cillessen defendeu.

Aos 28 minutos, o goleiro do Barça fez a defesa do jogo e freou de vez o time da casa. Gonçalo Guedes, que oito minutos antes havia perdido chance clara dentro da área, deixou Sergi Roberto perdido pela direita e cruzou para a pequena área. Soler ajeitou para o meio de cabeça e Gayá bateu de primeira, mas Cillessen salvou à queima-roupa.

Depois de tanto pressionar e não conseguir furar a defesa do Barça, o Valencia sentiu e o time visitante aproveitou. Gabriel Paulista vacilou na saída de bola, Suárez aproveitou, invadiu a área e tocou para Rakitic no meio, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes e fechar o placar, garantindo o Barcelona na final da Copa do Rei.