Marcelino valoriza luta do Valencia após eliminação: "Competimos em um nível muito alto"

Comandante valorizou entrega dos jogadores mesmo com a derrota por 2 a 0 diante do Barcelona

Marcelino valoriza luta do Valencia após eliminação: "Competimos em um nível muito alto"
Foto: Divulgação / Valencia CF

O treinador Marcelino García Toral concedeu entrevista coletiva, após a eliminação do Valencia na Copa do Rei. A equipe foi derrotada por 2 a 0, nesta quinta-feira (8), no Mestalla e se despediu da competição. O comandante fez uma análise do confronto e admitiu a superioridade do clube catalão na partida.

"Em linhas gerais, eles foram superiores, nós tivemos nossas oportunidades e estávamos no playoff,. Fizemos uma eliminatória digna. No primeiro tempo, mereciamos ter igualado. Nós competimos em um nível muito alto contra eles. Devemos continuar trabalhando e crescendo para estar mais perto", afirmou o técnico.

Perguntado se a grande quantidade de desfalques teria atrapalhado o desempenho da equipe na eliminatória, Marcelino garantiu que os morcegos tiveram que superar a situação. "Quando ficamos sabendo que enfrentaríamos o Barcelona, tínhamos em mente que era difícil chegar à final, mas tivemos a ilusão. As três mudanças foram forçadas por lesão. Tentamos superar esta situação do ponto de vista físico, mesmo sofrendo seis derrotas consecutivas .Duas foram para o Barça em Copa, uma para o Atlético, onde estávamos perto de empate e outro para o Real Madrid, onde também competimos. Não estamos longe dos rivais", ressaltou.

Toral também aproveitou a oportunidade para parabenizar a torcida, que apoiou o time durante todo jogo: "Gostaria de agradecer à todos. Eles nos apoiaram por toda temporada e hoje mais uma vez. O recebimento foi espetacular. O apoio desde o início, extraordinário. Estamos bastante agradecidos. Restam oitos partidas no Mestalla e eles tem que nos ajudar a ganhar. A equipe é jovem, luta, assim como fez hoje, contra o Barcelona. Agora, no domingo chegaremos desgatados, com desfalques, mas é muito importante ganhar", frisou.

Marcelino armou o Valencia em esquema diferente do habitual para surpreender o Barcelona. Ele comentou a tentativa: "Jogamos contra um rival que acumula muita gente por dentro. Acreditávamos que pela  esquerda não teríamos a mesma velocidade e profundidade. Procuramos soluções. Cada jogo é diferente e vamos ver, mas estamos muito bem instalados em um sistema e seguiremos com essa ideia de jogo", concluiu o treinador.