Em comunicado, UNFP pede fim dos gramados sintéticos nas duas primeiras divisões francesas

Jogadores Franceses pediram à LFP que todos os estádios tanto da Ligue 1 quanto da Ligue 2 usem grama natural; estopim do causa foi o jogo entre Lille e Lorient na qual o jogador Sofiane Boufal acabou se lesionando

Em comunicado, UNFP pede fim dos gramados sintéticos nas duas primeiras divisões francesas
(Foto: Vicent Michel/GettyImages)

UNFP [União Nacional dos Jogadores de Futebol Profissional] divulgou nessa terça-feira (3), por meio de um Comunicado Oficial à LFP [Liga de Futebol Profissional] que todas as equipes tanto da Ligue 1 [primeira divisão francesa] quanto da Ligue 2 [segunda divisão] troquem gramados sintéticos em seus estádios por grama natural, pelo fato de ter haver grande quantidade de lesões.

"Todos os estudos chegaram à mesma conclusão: O futebol profissional em gramados sintéticos causam lesões como a que ocorreu com o Lille. Isso sem falar de traumas musculares, torções e estresse sobre as articulações e queimaduras, que eventualmente podem deixar vestígio no corpo", Escreveu a UNFP no documento.

Isso tudo, após o episódio que Sofiane Boufal, do Lille, sofreu uma contusão no joelho na vitória sobre o Lorient por 1 a 0, no último sábado (27), no Stade du Moustoir pelo Campeonato Francês. Com isso o franco-argelino fica fora para a reta final da temporada na qual seu clube briga na luta das vagas européias.

Na Nota oficial, os jogadores profissionais pediram a troca imediatamente: "A UNFP pede à LFP que trabalhe de modo que todos os clubes da Ligue 1 estejam equipados com grama natural a partir do início da próxima temporada. Isso evitaria jogadores de se exportem à riscos inerentes da grama sintética, que não é apropriada para o bom exercício da sua profissão", concluiu o comunicado.

No entanto a LFP aceitou proibir, porém, apenas em 2018. Existem dois clubes em ambas as divisões, atualmente, que usam grama sintética.

Além do citado Lorient que já apresentou planos para trocar em grama em 2018, o Nancy [que atua na Ligue 2] também joga em gramado sintético. No entanto este ultimo avisou por intermédio de seu presidente, Jacques Rousselot, que o clube irá continuar com grama sintética na próxima temporada.