Ibrahimovic afirma que Paris chora após sua saída do PSG

O atacante sueco não perdeu a oportunidade de falar sobre sua ex-equipe e disse que a cidade ainda chora sua saída do clube; Paris sofreu com tempestades nas últimas semanas

Ibrahimovic afirma que Paris chora após sua saída do PSG
Foto: Jean Catuffe/Getty Images

O ex-atacante do Paris Saint-Germain, Zlatan Ibrahimovic, disse que a cidade está chorando depois de sua saída do clube no fim desta temporada. O sueco de 34 anos terminou a ultima edição da Ligue 1 como artilheiro da competição com 38 gols, mesmo assim não renovou seu contrato com o clube da capital francesa que queria contar com o jogador na próxima temporada, mas por opção própria não continuou.

A França sofreu com fortes chuvas nas últimas semanas. De acordo com as autoridades locais, outras 782 cidades foram afetadas pelo "desastre natural". Os temporais deixaram Paris em alerta, o Rio Sena transbordou e atingiu o nível mais alto em 30 anos. Algumas ruas da cidade ficaram alagadas. Ibrahimovic aproveitou a oportunidade para fazer a analogia.

Ibrahimovic, polêmico como sempre, disse em entrevista ao jornal Le Mond: “A cidade está chorando minha saída do clube e quando cheguei aqui o sol apareceu”, disse o jogador em um evento na capital francesa.

Ele também falou dos quatro anos que esteve no clube: “Foram anos maravilhosos atuando pelo PSG, tenho uma boa relação com todos do clube e com o presidente que o meu trouxe para jogar aqui. Ajudei muito a equipe quando estive aqui e marquei muitos gols”.

Além disso, disse sobre seu futuro clube que ainda não foi revelado: “Vocês não se cansam e só vou falar quando se cansarem de adivinhar e não falarei tão cedo qual equipe irei atuar na próxima temporada. Equipes para eu jogar não faltam”.

O sueco atuou pelo PSG de 2012 até 2016 e foram 122 partidas com 113 gols marcados, sendo o maior artilheiro do clube. E títulos não faltaram em seu currículo: Foram quatros títulos da Ligue 1, levantou duas Copas da França, três Copas da Liga Francesa e três títulos da SuperCopa da França, mas só faltou um titulo da Uefa Champions League que o jogador ainda não tem.

Seu nome foi especulado no Manchester United na próxima temporada, por ter uma boa relação com José Mourinho, que foi seu treinador nos tempos de Internazionale. Outro clube que tinha interesse em seu futebol era o Milan por onde atuou entre os anos de 2010 e 2012.