Griezmann marca duas vezes, França vence Irlanda de virada e avança às quartas da Euro

O atacante do Atlético de Madrid balançou as redes duas vezes na etapa final e garantiu a classificação francesa; Adversário sairá do vencedor entre Inglaterra e Irlanda

Griezmann marca duas vezes, França vence Irlanda de virada e avança às quartas da Euro
Foto: Laurence Griffiths/Getty Images
França
2 1
Irlanda
França: Lloris; Sagna, Rami, Koscielny, Evra; Kante (Coman, intervalo (Sissoko, min. 90+3)), Matuidi, Pogba; Payet, Griezmann, Giroud (Gignac, min. 73).
Irlanda: Randolph; Coleman, Duffy, Keogh, Ward; Hendrick, McClean (O'Shea, min. 69), McCarthy (Hoolahan, min. 72), Brady; Murphy (Walters, min. 65); Long.
Placar: 0 a 1, Brady (min. 2); 1 a 1, Griezmann (min. 57) e 2 a 1, Griezmann (min. 60)
ÁRBITRO: Nicola Rizzoli (FRA). Cartões Amarelos: Coleman (min. 25), Kanté (min. 27), Hendrick (min. 40), Rami (min. 44), Shane Long (min. 72). Cartão Vermelho: Duffy (min. 66).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELAS OITAVAS DE FINAL DA EUROCOPA 2016. REALIZADA NO PARC OLYMPIQUE LYONNAIS, EM LYON.

Neste domingo (26), a França venceu a República da Irlanda por 2 a 1, em partida válida pelas oitavas de final da Eurocopa 2016. A classificação veio, mas a seleção anfitriã passou sufoco. Robert Brady abriu o placar no começo do jogo. A virada dos Bleus aconteceu na etapa final com dois gols de Antoine Griezmann.

Os franceses estão nas quartas de final, e esperam o vencedor de Inglaterra e Islândia. Didier Deschamps terá dois problemas para o próximo jogo: N’Golo Kanté e Rami receberam cartões amarelos e estão suspensos. O próximo compromisso, valendo vaga na semifinal, será domingo (3), às 16h, no Stade de France.

Hugo Lloris bateu o recorde de mais partidas como capitão da França. Este foi o 55º jogo dele com a faixa dos Bleus. Griezmann é o primeiro jogador francês a marcar três gols em uma edição da Eurocopa desde Zidane em 2004.

Irlanda surpreende e segura França na etapa inicial

Com um minuto de jogo, no primeiro ataque da Irlanda, o árbitro marcou pênalti. Após cruzamento na área, a sobra ficou com Long. O atacante tentou o giro, mas foi derrubado por Pogba. Robert Brady cobrou rasteiro, deslocando Lloris, a bola ainda pegou na trave antes de entrar. A resposta francesa veio aos sete minutos: Payet cobrou falta e Randolph – seu companheiro de West Ham – encaixou no centro do gol.

A França partiu para o ataque em busca do empate, apostando em bolas aéreas com Giroud na referência. Os irlandeses mantiveram a postura defensiva, apostando em contra-ataques. Payet ergueu no tumulto, Griezmann cabeceou de costas para o gol e Randolph defendeu. Do outro lado, Murphy arrematou e Lloris salvou com. Aos 23 minutos, Pogba cobrou falta visando o ângulo, mas Randolph foi buscar.

O ritmo da partida caiu, os franceses tinham dificuldades em furar o bloqueio irlandês, que dava trabalho quando resolviam atacar. Hendrick sentiu um problema na coxa após choque com Pogba, o meio-campista ficou caído no gramado sob vaias dos torcedores franceses. A Irlanda assustou: bola levantada na área, Duffy cabeceou e mandou para fora. A França pressionou nos acréscimos: Pogba cruzou, Giroud ajeitou e Payet chutou em cima da defesa. Griezmann tentou finalizar, mas também errou.

Griezmann aparece e resolve para a França

Na volta do intervalo, Deschamps mudou o esquema da equipe colocando Coman na vaga de Kanté. Matuidi e Pogba assumiram as funções de volantes, liberando os outros jogadores. No começo do segundo tempo, Payet cobrou falta, Pogba desviou e Koscielny apareceu na segunda trave cabeceando para fora. A Irlanda quase ampliou a vantagem: McClean cruzou, Murphy tentou o toque e Lloris espalmou antes que Long completasse para as redes.

Da intermediária, Matuidi soltou a bomba e Randolph fez grande defesa. A pressão e a insistência francesa surtiu efeito aos 12 minutos do segundo tempo. Payet achou Sagna na ponta direita, o lateral cruzou na medida e Griezmann cabeceou com estilo, no canto, empatando a partida. Payet arrematou de longe e mandou por cima da meta.

A virada francesa aconteceu três minutos depois do empate. Rami lançou, Giroud escorou de cabeça para Antoine Griezmann. O camisa 7 dominou, ajeitou e chutou colocado, fazendo o segundo dos Bleus na partida. Festa no Parc Olympique Lyonnais.

Após contra-ataque rápido, Duffy derrubou Griezmann dentro da meia lua. O zagueiro recebeu cartão vermelho direto. O atacante do Atlético de Madrid chutou forte e a bola bateu em Giroud. Para arrumar a zaga, Martin O'Neill sacou McClean e colocou O’Shea.

Gignac entrou na vaga de Giroud e quase marcou um golaço em sua primeira participação. O camisa 10 chutou colocado e acertou o travessão. Pouco depois, Matuidi recebeu na linha de fundo e cruzou fechado, Randolph espalmou.

Griezmann quase marcou o terceiro gol nos minutos finais. O camisa 7 recebeu em profundidade de Payet e chutou em cima do goleiro.