O que pode mudar no PSG com a chegada do técnico Unai Emery?

Treinador espanhol é a grande aposta e deverá fazer várias mudanças em relação a Blanc, tanto táticas quanto de atitude na equipe

O que pode mudar no PSG com a chegada do técnico Unai Emery?
Desempenho de Emery ao ganhar três Europa League consecutivas chamou atenção do PSG, que contará com o técnico para ganhar a Champions League (Foto: Clive Rose/GettyImages)

Na última terça (28), o Paris Saint-Germain anunciou a contratação de Unai Emery como novo treinador para as próximas duas temporadas. Um dos ícones de inovação tática do futebol mundial, o novo comandante terá o desafio de liderar a reformulação em um dos clubes emergentes mais ambiciosos do planeta.

Já os parisienses retomam o posto de ter técnicos de grande nível no qual tinham no início da era Catar Sports Investiments (QSI) com Carlo Ancelotti (Kambouré é elogiado pelos grandes jornais franceses, mas na época estava muito verde para o projeto).

Poderá utilizar com mais valor a Academia do PSG

Laurent Blanc, apesar ter ganhado 11 títulos em três anos, pecou no quesito de desenvolvimento de jogadores como Lucas Moura, Kurzawa, Marquinhos e os garotos da base Jean-Kévin Augustin, Presnel Kipembe e até do goleiro Alphonse Areola. O último teve uma bela temporada emprestado para o Villarreal e voltará para disputar posição com Kevin Trapp.

VEJA MAIS: PSG oficializa Unai Emery como novo técnico por duas temporadas

Se episódios como o da saída de Kingley Coman são lembrados com muita tristeza pelos torcedores por se tratar de um garoto prodígio que, ao invés de brilhar no clube de formação, foi brilhar no Bayern de Munique. Com o novo comandante a história pode ser diferente e o aproveitamento da base ser melhor explorado. Meninos talentosos a PSG Academy já mostrou desenvolver, resta saber como utilizá-los no elenco principal.

Todavia, a grande ruína de Blanc foi ser eliminado covardemente nas três edições de Uefa Champions League: Em 2013/14 diante do Chelsea, 2014/15 pelo Barcelona e a gota d'água foi enfrentando o Manchester City, escalando o famoso 3-5-2 no jogo de volta, com Serge Aurier de zagueiro, Maxwell e Van der Wiel no meio de campo. A chance de voltar à uma semifinal de Champions foi mais uma ilusão e o episódio é questionado até hoje.  

Menos estrelas e mais contratações pontuais 

Uma nova era começou no Paris Saint-Germain, onde semanas atrás o presidente do clube, Nasser Al-Khelaif afirmou que haveria mudanças nas contratações e que iriam atrás de jogadores com vontade de vestir a camisa Rouge et Bleu.

O L'Équipe da semana passada informou que a prioridade de Emery seria: um lateral direito, um meio defensivo, um segundo atacante para o lado esquerdo, é um centroavante para fazer sombra ao uruguaio Edinson Cavani. De todos os nomes citados até agora, a VAVEL Brasil irá  analisar os nomes especulados até agora e dizer como a equipe de portaria com eles.

Reunião da parceria Krychoawiak e Emery

Segundo jornais poloneses, franceses e espanhóis, um dos possíveis reforços do clube seja Grzegorz Krychowiak, volante de 26 anos, este foi pupilo de Unai por dois anos. Muitos falam em valores que cercam €45 milhões (cerca de R$ 162M na cotação atual).

Porém, falando futebolisticamente, isso seria uma grande nova para o time da capital, que contaria com um sussessor para Thiago Motta para fazer um duo ao lado de Marco Verratti. Claro, se Emery continuar usando o 4-2-3-1. É possível imaginar que Motta e Matuidi ficariam de fora, ou sendo negociados ou disputando posição, juntamente com os jovens Adrien Rabiot e Nkunku.

Outro detalhe importante no sistema adotado pelo basco é a importância ofensiva que a dupla de volantes tem: Ao mesmo tempo que ajudam a defesa, auxiliam intensamente no ataque, tornando-se letais em jogadas de contra-ataque. A defesa é uma coisa que tende a melhorar e repetir os tempos com Ancelotti, no qual esse setor era privilegiado.

Quem viu as temporadas do Sevilla pode confirmar, e a tendência é que isso novamente aconteça no elenco franceses. Olhando apenas para Verratti, o italiano ganharia muito tendo um parceiro como Kychowiak.

Uma sombra para Aurier

É inegável que Serge Aurier seja um grande lateral-direito, muito ativo no ataque e incansável na parte defensiva. Entretanto, apesar dos primeiros seis meses da temporada passada serem ótimos, os últimos foram polêmicas atrás de polêmicas: Primeiro o evento com o Periscope, no qual criticou Blanc e Ibrahimovic, e depois ido para cadeia por algumas horas por ter se envolvido em uma 'briga' com o policial.

Como a situação com o costa-marfinês aguarda um desfecho até setembro, prevenção tem que ser tomada. E o grande nome é Thomas Meunier, de 24 anos que atua no Campeonato Belga pelo Club Brugge, atualmente está participando da Eurocopa entre os titulares da Seleção da Bélgica. Ele é muito bom defensivamente, a grande dúvida é se tem futebol para jogar em uma equipe como o Paris Saint-Germain.

Reforços no ataque

Depois da saída do sueco Zlatan Ibrahimovic, é possível encontrar nas capas de vários jornais notícias de Neymar, Cristiano Ronaldo. Entretanto, todas elas parecem improváveis, não por serem caras, e sim por serem contra a declaração que ele deu ao periódicos francês.

Sem contar no aspecto FairPlay Financeiro, não tem razão o clube pagar €200 milhões em apenas um jogador e deixar todo o sistema de lado. Outro que falaram muito que iria chegar seria Carlos Bacca. A grande questão é se ele produziria algo além do que imaginamos dele. No momento não há necessidade pagar caro para receber muito pouco, tem nomes melhores no mercado para isso.

A provável chegada seja a de Hatem Ben Arfa, que chegaria de graça ao clube e poderia dar grandes alegrias a exigente torcida parisiense. Sem contar que é um grande torcedor da equipe, ajudaria muito o Marketing, e futebolisticamente está no seu auge. A temporada no Nice foi a melhor de sua carreira, aonde marcou 17 tentos e distribuiu seis assistências na temporada, apesar de nenhum título.

Possívelmente este será os onze iniciais, com destaque a disputa de posição e a parte da dupla de volantes ajudando tanto a defesa quando o ataque.

Para a sombra de Cavani, há vários nomes, um deles é o holandês Vincent Janssen, de 21 anos, do AZ Alkmaar, que marcou 35 gols na época passada estava ligado como provável contratação, nada tão concreto como os demais nomes. E este poderá se juntar ao vice-campeão da Premier League, Tottenham.

De qualquer forma, mostra a mudança de postura que anos atrás contratava milhões em estrelas e agora parece determinado a apostar no coletivo para a sonhada Liga dos Campeões. Emery parece o nome certo, resta saber como responderá a pressão agora imposta sobre ele.