Griezmann ressalta vontade da França mesmo com vice: "Demos tudo em campo"

Camisa 7 francês se mostra frustrado com vice-campeonato na Eurocopa, porém mostra amadurecimento ao querer seguir em frente

Griezmann ressalta vontade da França mesmo com vice: "Demos tudo em campo"
Foto: Lars Baron/Getty Images

Na tarde deste domingo (10), a final da Eurocopa aconteceu no Stade de France, em Saint-Denis, e viu a França perder para Portugal por 1 a 0, na prorrogação, depois de fazer campanha melhor, ter vantagem histórica sobre os Lusos e jogar com o apoio da sua torcida. Visivelmente frustrado após o revés, o destaque gaulês do campeonato, Antoine Griezmann, disse para a rádio francesa RTL que, embora seja frustrante, a equipe não tem arrepedimentos, muito por ter dado tudo que tinha em campo.

A derrota francesa aconteceu depois de chegar invicta para a final, com uma geração tida por muitos como promissora, além de ter o histórico positivo de vencer campeonatos jogando em seu território. Enfrentando uma equipe que, segundo Griezmann não é um 'time aleatório', o revés chegou acompanhado da frustração e tristeza, naturalmente, mas o camisa 7 afirma que pode-se aprender com o resultado final do Stade de France. 

"É frustrante, doloroso. Mas não temos arrependimento, pois demos tudo o que tínhamos no gramado. Fomos fraco no último terço do campo, muito porque o goleiro adversário [Rui Patrício] fez um bom jogo. Gignac acertou a trave e eu quase fiz um gol. No final, temos que aprender com tudo isso e voltar muito mais forte. Vamos agora olhar para frente e focar em outra coisa. E eu espero que isso aconteça logo. Eu segui com minha cabeça erguida e também tentei ajudar na reação de alguns companheiros. Temos que lembrar que Portugal não é um time aleatório", comentou o atleta do Atlético de Madrid que, pelo time espanhol, perdeu uma final há pouco mais de um mês.

Com o torneio terminado, os atletas irão para férias rápidas para poder voltar aos seus clubes. Pela seleção, porém, o pensamento deverá ser nas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.