Com Balotelli liberado, Nice recebe Lyon buscando seguir na liderança da Ligue 1

Atacante italiano foi expulso na última rodada, mas teve o cartão cancelado após o árbitro reconhecer erro; Lacazette é a novidade por parte do Lyon, camisa 10 ficou cinco semanas afastado dos gramados por lesão

Com Balotelli liberado, Nice recebe Lyon buscando seguir na liderança da Ligue 1
Fotomontagem: Hugo Alves/VAVEL Brasil
Nice
Lyon
Nice: Cardinale; Baysse, Dante, Sarr; Ricardo Pereira, Dalbert, Bodmer, Seri, Cyprien; Belhanda, Balotelli.
Lyon: Lopes; Yanga-Mbiwa, Morel, Nkoulou; Gonalons, Ferri, Sergi Darder, Tolisso; Fekir, Lacazette.
ÁRBITRO: Ruddy Buquet (FRA). Assistentes: Frederic Cano e G. Debart. Quarto árbitro: Thomás Léonard.
INCIDENCIAS: Partida válida pela nona rodada da Ligue 1, temporada 2016/17. A ser realizada no Allianz Riviera, em Nice.

O estádio Allianz Riviera será palco do encontro entre a sensação da temporada e o hepta campeão francês. Nesta sexta-feira (14), o invicto Nice recebe o Lyon em partida válida pela nona rodada da Ligue 1. O rubro-negro tem como objetivo manter a liderança e as boas atuações na competição nacional. Já os Gones querem encostar no pelotão de cima e brigar pelo G-3.

Nice e Lyon já se enfrentaram 98 vezes por diversas competições. Os Aiglons venceram 32 partidas, o OL levou a melhor em 42 oportunidades, além de 24 empates. O time do sul da França não perde para o Lyon há três partidas: duas vitórias em 2015 e um triunfo neste ano, válido pela temporada passada.

Balotelli tem suspensão retirada e está disponível para ajudar surpreendente Nice

Nesta metade inicial do primeiro turno, o Nice desponta dos demais e lidera a Ligue 1 com 20 pontos. O seu maior rival, Monaco, vem logo atrás com 19, mas o que diferencia são as atuações do rubro-negro. O próprio time do principado sofreu uma derrota acachapante por 4 a 0. O Marseille também foi uma das vitimas. Em casa, o time é muito forte. Yoann Cardinale teve seis clean sheets nos últimos dez jogos no Allianz Riviera. Foram nove triunfos nesse período.

O técnico Lucien Favre terá quase todos os seus jogadores à disposição para o jogo de logo mais. Apenas Le Bihan e Lemarchand, que possuem lesões de longa data, desfalcam a equipe. Mario Balotelli também estaria ausente desta partida, mas teve o seu cartão vermelho cancelado pelo Comitê Disciplinar da Ligue 1, pois o árbitro reconheceu o erro ao aplicar o segundo amarelo.

Um dos mais experientes do elenco, Mathieu Bodmer, que atuou por PSG e Lyon, revelou que está surpreso em ver o Nice no topo da tabela após oito jogo: “Honestamente, não. As partidas de pré-temporada não foram grandes, tivemos algumas dificuldades com o sistema que foi implantado. Desde o início, nós pegamos um monte de pontos nos dez minutos finais dos jogos, seja contra o Lorient, Montpellier, Rennes... sempre marcamos no fim.

Lucien Favre destacou em sua entrevista coletiva que as mudanças no esquema são necessárias. Nos amistosos e no inicio da Ligue 1, ele armou o time no 4-3-3, depois mudou para três zagueiros: “Faz o cérebro funcionar e torna os jogadores mais versáteis. No campo, eles são capazes de se adaptar às várias posições, isso é positivo. Contra Lyon? Nada está decidido.

Mario Balotelli é o grande destaque do Nice nesta temporada. Foram cinco jogos e seis gols marcados. A aposta feita pelo clube vem dando resultado. O italiano foi fundamental no clássico contra o Monaco marcando dois gols e garantiu o triunfo diante do Lorient. A anulação do cartão foi uma vitória do rubro-negro, que segue com seu atacante no comando ofensivo. Uma boa atuação do Super Mário é quase garantia de vitória.

Alexandre Lacazette volta após semanas longe dos gramados por lesão

O Lyon teve um inicio de altos e baixos nesta temporada da Ligue 1. Foram três derrotas para times de um escalão abaixo no que diz respeito a pretensões. Os Gones perderam por 4 a 2 para o Dijon, por 3 a 1 para o Bordeaux e por 1 a 0 para o Lorient. Derrotas que brecaram a equipe na tabela de classificação. O sete vezes campeão francês está na quinta posição com 13 pontos. Em caso de derrota, a diferença para o G-3 poderá aumentar para seis pontos.

Os torcedores do Lyon comemoraram a confirmação da volta de Alexandre Lacazette, artilheiro do time. Sua última partida foi dia 10 de setembro contra o Bordeaux, quando sentiu uma lesão muscular após marcar um gol. Mapou Yanga Mbiwa, suspenso da última partida, e Maxime Gonalons, que cumpriu punição de quatro jogos, estão de volta ao grupo. Clément Grenier (tíbia), Rafael (coxa), Valbuena (escolha do técnico), Maxwel Cornet (coxa) e Christophe Jallet (lesão nas costas) não foram relacionados.

Lacazette participou da atividade do Lyon na quinta-feira (13) (Foto: Divulgação/Lyon)

Alexandre Lacazette marcou dois dobletes e balançou as redes cinco vezes em seus últimos cinco jogos contra o Nice, pela Ligue 1.

No início da temporada, Nabil Fekir não estava no seu melhor, Alex Lacazette e Rafael se lesionaram. Estou ansioso para ter todo o meu grupo 100% e ver a verdadeira face da minha equipe. A contribuição dos machucados irá nos ajudar, com certeza, mas também temos de encontrar uma disciplina coletiva e tomar corretamente os próximos três jogos contra o Nice, Juventus e Guingamp”, disse o técnico Bruno Génésio em entrevista.

O treinador analisou a partida válida pela nona rodada: “Ambas as equipas têm o mesmo sistema. Vamos enfrentar um Nice que tem muito bons jovens jogadores, especialmente no meio-campo, e um atacante talentoso. Faremos as contas depois do jogo. Queremos fazer acima de tudo um bom jogo e, em seguida, teremos quatro dias para se preparar para o jogo contra o Juventus.

Questionado sobre as palavras do Presidente François Hollande sobre os jogadores franceses, Génésio disse: “Acho isso lamentável, uma vez que, infelizmente, reflete o que a população pensa do nosso esporte, e não é a verdade. Ele tem uma imagem negativa dos jogadores. Eu não estou dizendo que não há problema. Pode haver uma parte de ciúme, porque os futebolistas são bem pagos e têm uma grande reputação. Há também um discurso politicamente correto, neste período de preparação para as eleições.”