Juventus encara Lyon com liderança do Grupo H da Champions League na mira

Lyon perdeu apenas uma partida em seu novo estádio; Bruno Génésio contará com Lacazette e Fekir no comando de ataque; Juventus terá jovem de 16 anos entre os relacionados

Juventus encara Lyon com liderança do Grupo H da Champions League na mira
Fotomontagem: VAVEL
Lyon
Juventus
Lyon: Lopes; Yanga-Mbiwa, Nkoulou, Diakhaby; Rafael, Tolisso, Gonalons, Darder, Morel; Fekir, Lacazette.
Juventus: Buffon; Barzagli, Bonucci, Benatia; Dani Alves, Khedira, Hernanes, Pjanić, Alex Sandro; Dybala, Higuaín.
ÁRBITRO: Szymon Marciniak (POL). Assistentes: Tomasz Listkiewicz (POL) e Paweł Sokolnicki (POL). Quarto árbitro: Radosław Siejka (POL). Linha de fundo: Paweł Raczkowski (POL) e Bartosz Frankowski (POL).
INCIDENCIAS: Partida válida pela terceira rodada da fase de grupos da Uefa Champions League. A ser realizada no Parc Olympique Lyonnais, o Stade des Lumières.

O Stade des Lumières será palco do importante confronto entre Olympique Lyonnais e Juventus, pela terceira rodada do Grupo H da Uefa Champions League. Nesta terça-feira (18), a equipe francesa contará com um bom retrospecto em seu novo estádio para conseguir sua segunda vitória na competição diante dos italianos, que ocupam a primeira posição. A bola rola às 16h45, horário de Brasília.

As duas equipes já se enfrentaram duas vezes. Ambos os jogos aconteceram pelas quartas de final da Uefa Europa League 2013/14. Na oportunidade, a Juventus venceu na ida por 1 a 0 e fez 2 a 1 em casa para assegurar a classificação. A Velha Senhora foi eliminada pelo Sevilla na semifinal pelo gol qualificado.

Com uma vitória e um empate, a Juve lidera o Grupo H com quatro pontos. O Sevilla está colado com a mesma pontuação. O adversário do time espanhol é o último colocado Dínamo de Zagreb, na Croácia. O Lyon ocupa a terceira posição com três pontos. A vitória é essencial para ambas as equipes, mas o favoritismo está do lado dos italianos. No fim de semana, o OL perdeu para o Nice. A Juve venceu a Udinese e emplacou a quinta vitória seguida.

Bruno Génésio confirma que seguirá jogando com três zagueiros; Lacazette jogará

Foto: Philippe Desmazes/AFP/Getty Images

O novo estádio do Lyon foi inaugurado no dia 4 de janeiro de 2016, custando 250 milhões de euros. O Parc Olympique Lyonnais foi sede de seis jogos da Eurocopa. Os Gones acreditam no fator casa para vencer a Juventus. Em 15 partidas no local, foram 12 vitórias, dois empates e apenas uma derrota. O revés foi contra o Bordeaux por 3 a 1 pela quarta rodada da Ligue 1.

Mathieu Valbuena está de volta à lista de relacionados. O baixinho ficou de fora da partida contra o Nice. Clément Grenier voltou recentemente de uma lesão na canela e será poupado. Mammana, doente, Rybus e Jallet, com uma lesão nas costas, estão de fora da partida. Porém, para aumentar as esperanças do torcedor do Lyon, Alexandre Lacazette, Rafael e Maxwell Cornet, este que ficou de fora por três semanas com uma lesão na coxa, estão relacionados.

Bruno Génésio, técnico do OL, comentou sobre a importância do jogo: “Eu acho que este jogo é uma oportunidade para nós. Uma vitória nos daria algo como referência e aumentar a nossa confiança para o campeonato francês. Devemos ficar melhor e todos nós estamos cientes disso. Precisamos fazer tudo o que pudermos para obter a qualidade de volta.

Ser sólido defensivamente é essencial se você quer obter resultados no campeonato e, especialmente, na Liga dos Campeões. Não é apenas sobre o setor defensivo, trata-se de toda a equipe. Precisamos encontrar o remédio para nossos problemas atuais. O sistema é um falso debate para mim. Se é 3-5-2, 4-4-2 ou 4-4-1-1, você pode reproduzi-las de maneiras diferentes. O 4-4-2 nem sempre é um sistema de ataque, uma vez que depende de como você joga. Para nós, é uma questão de obter o melhor dos nossos jogadores e é por isso que escolhemos o 3-5-2. Isso não quer dizer que vamos usá-lo durante toda a temporada”, disse Bruno Génésio sobre a formação tática do Lyon.

Com desfalques, Allegri terá jovem de 16 anos no banco

Massimiliano Allegri, treinador da Juventus, rebateu as criticas da imprensa italiana quanto a qualidade das atuações do seu time: “Não me preocupa se as pessoas dizem que a Juventus está ganhando sem jogar bem. Eu não sei o que jogar bem significa. O resultado é o que importa. As pessoas se lembram de quem ganha troféus, não de quem joga bem. O nosso objetivo é sempre o ir o mais longe possível em todas as competições que participamos. Não estou preocupado por ter jogadores machucados. Temos outros que podem fazer a diferença contra um time muito organizado que é o Lyon.

Pjanić elogiou a dupla de atacantes do Lyon, Fekir e Lacazette, e falou qual sua expectativa para o confronto de logo mais: “Eles são jogadores de alta qualidade. Não vai ser um jogo fácil como estamos acosumados. Lyon está talvez passando por um momento difícil. Vai ser um jogo difícil para nós, mas estamos conscientes de que podemos dar um grande passo para a classificação. Os dos atacantes podem criar problemas, mas vamos nos concentrar no nosso jogo. Temos um bom elenco e vamos jogar com confiança.

A Juventus tem uma lista considerável de desfalques. Mario Mandžukić, com um estiramento no adutor, foi adicionado ao grupo de jogadores que não viajaram. Giorgio Chiellini também trata de uma lesão na coxa e está fora do confronto. Daniele Rugani (joelho), Kwandwo Asamoah (joelho) e Marko Pjaca (panturrilha) também são ausências.

Kean joga pela Itália Sub-17 (Foto: Dino Panato/Getty Images)

Em meio a tantos desfalques, o técnico Massimiliano Allegri relacionou Moise Kean. O camisa 34 da Juve tem apenas 16 anos e, caso entre na partida contra o Lyon, se tornará o primeiro jogador nascido nos anos 2000 a atuar na Uefa Champions League. Kean, nascido dia 28 de Fevereiro de 2000, terá nesta terça-feira 16 anos e 232 dias. Se atuar alguns minutos, será o quarto mais jovem a jogar a UCL. Ele é natural de Vercelli, na Itália, é filho de país da Costa do Marfim. Kean atua como centroavante e ponta esquerda.