Balotelli comanda goleada diante do Nantes e Nice abre seis pontos de vantagem na liderança

Italiano retornou aos gramados após duas semanas parado por lesão; Cyprien marcou duas vezes e também foi decisivo

Balotelli comanda goleada diante do Nantes e Nice abre seis pontos de vantagem na liderança
Foto: Divulgação/Nice
Nice
4 1
Nantes
Nice: Cardinale; Souquet, Dante, Sarr, Pereira; Bodmer, Cyprien (Lusamba, min. 84), Seri (Koziello, min. 81); Belhanda, Plea, Balotelli (Eyesseric, min. 75).
Nantes: Riou; Djidji, Diego Carlos, Dubois (Kwateng, intervalo), Lucas Lima; Thomasson (Rongier, min. 78), Harit, Gillet, Bammou; Sala, Stepinski (kacaniklic, min. 68).
Placar: 1 a 0, Cyprien (min. 9); 2 a 0 Balotelli (min. 27); 2 a 1, Sala (min. 47); 3 a 1, Pléa (min. 60); 4 a 1, Cyprien (min. 65).
ÁRBITRO: Sebastien Moreira (FRA). Cartões Amarelos: Lucas Lima (min. 31), Djidji (min. 38) e Sala (min. 53).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada da Ligue 1, temporada 2016/17. Realizada no Allianz Riviera, em Nice.

O surpreendente Nice segue invicto nesta edição da Ligue 1. Em partida válida pela 11ª rodada, neste domingo (30), o time do sul da França goleou o Nantes por 4 a 1. Os gols foram marcados por Mario Balotelli, Pléa e Cyprien, duas vezes. Emiliano Sala descontou para os canários.

O Nice, que não contou com o capitão Baysse, chega a nove vitórias no Campeonato Francês. A equipe aumentou a sua vantagem para o segundo colocado Monaco, que empatou nesta rodada. O rubro-negro é o primeiro com 29 pontos, o rival vem atrás com 23. O Paris Saint-Germain é o terceiro também com 23. O Nantes segue na parte de baixo da tabela somando 11 pontos, permanecendo no 15º lugar.

Na quinta-feira (3), o Nice encara o Red Bull Salzburg pela quarta rodada do Grupo I da Uefa Europa League. Pela Ligue 1, os Aiglons encaram o Caen no domingo (6), fora de casa. No sábado (5), o Nantes recebe o Toulouse.

Nice começa bem e abre boa vantagem

A equipe visitante criou a primeira boa chance: Stepinski cruzou rasteiro para o meio e Sala finalizou mal, mandando ao lado da meta. O Nice acordou, entrou na partida e abriu o placar aos oito minutos: Belhanda tocou de cavadinha para Balotelli dentro da área, o italiano foi derrubado pelo defensor do Nantes, mas a bola sobrou para Cyprien. O meio-campista apenas empurrou para as redes.

Melhores no jogo, os Aiglons mantiveram a posse da bola e ditaram o ritmo da partida, encontrando um Nantes que buscava o contra-ataque. O segundo gol não demorou a acontecer: o meia Seri deu ótimo lançamento para Balotelli, o camisa 9 aproveitou a má colocação da defesa e disparou em velocidade, na frente do goleiro ele só deu um toque no canto e marcou o segundo do Nice.

Aos poucos, o Nantes foi voltando ao jogo, saindo mais do campo defensivo. Diego Carlos chutou forte de fora da área e assustou o goleiro Cardinale. Após cobrança de escanteio afastado pela defesa, Bammou chutou prensado de fora da área, a bola tomou o caminho da linha de fundo. Do outro lado, Cyprien cobrou falta com categoria e Riou defendeu. No restante do primeiro tempo, o Nice administrou o resultado e conteve as investidas do time visitante.

Nantes assusta, mas sofre outros dois gols

O Nantes voltou com outra postura para a etapa final. Os canários apertaram a saída de bola do Nice e diminuíram a desvantagem. Bodmer vacilou e perdeu a bola na entrada da área, Emiliano Sala recuperou a posse de bateu com categoria no ângulo, marcando um golaço. Os visitantes assustaram novamente: após cruzamento na segunda trave, Sala escorou de cabeça e Stepinski chutou à esquerda do gol.

A dupla de defensores brasileiros do Nantes deu trabalho em bola parada. Lucas Lima cobrou falta para o tumulto, Diego Carlos apareceu livre e tentou o toque, mas apenas resvalou e mandou pela linha de fundo. Mas quando os visitantes eram melhores, o Nice ampliou a vantagem em um gol achado. Serri bateu escanteio fechado, Riou saiu totalmente errado e Pléa cabeceou para as redes.

Depois de sofrer um gol e passar sufoco, o Nice voltou a mandar no jogo. Sempre no toque de bola, com tranquilidade, a porteira abriu e o time da casa fez o quarto gol. Balotelli deu belo passe para Ricardo Pereira disparar pela esquerda, o português rolou para Cyprien, que soltou a bomba e venceu Riou. Na reta final do jogo, o Nantes não teve mais forças para reagir. O time sentiu os dois gols em sequencia e se tornou presa fácil para o Nantes, que deixava o tempo passar.