Saint-Étienne vence Qabala de virada e mantém invencibilidade na Europa League

Clube francês ainda não perdeu em oito jogos nesta edição da competição; Qabala segue sem pontuar

Saint-Étienne vence Qabala de virada e mantém invencibilidade na Europa League
Foto: Divulgação/Saint-Étienne
Qabala
1 2
Saint-Étienne

A invencibilidade internacional do Saint-Étienne segue intacta nesta temporada. Os franceses foram até Baku e derrotaram o Qabala por 2 a 1, mantendo a série de oito jogos sem derrota nesta Uefa Europa League. Ruslan Qurbanov abriu o placar para o time da casa, mas Oussama Tannane e Robert Beric viraram a partida, que foi válida pela quarta rodada da fase de grupos.

O resultado coloca o Sainté na segunda colocação do Grupo C com oito pontos, mesma pontuação do Anderlecht, líder. O Maiz é o terceiro com cinco e o Qabala ainda não pontuou, na última posição. Os oito jogos invictos dos verts somam os quatro jogos desta fase de grupos mais os quatro realizados na terceira fase de classificação e nos playoffs desta UEL.

Neste domingo (6), o Saint-Étienne encara o Metz, fora de casa, às 14, em partida válida pela 12ª rodada da Ligue 1. Por sua vez, no mesmo dia, o Qabala encara o Olimpik Baku pela Premier League do Azerbaijão. A Europa League estará de volta para as duas equipes apenas dia 24: os franceses pegam o Maiz e o Qabala enfrenta o Anderlecht.

A primeira grande chance aconteceu com menos de um minuto: Tannane cruzou na medida para Monnet-Paquet, o camisa 22 dominou, girou e soltou a bomba. O goleiro deu rebote e Beric quase aproveitou a sobra, mas chegou atrasado. Pouco depois, Tannane arriscou de fora da área e Bezotosny fez grande defesa, caindo no canto para salvar. A resposta do Qabala não demorou para acontecer: o brasileiro Ricardinho cruzou, a defesa afastou e Rashad Eyyubov emendou de primeira, Ruffier encaixou firme.

O time da casa deu trabalho e ocupava bem o campo ofensivo. Eyyubov tocou em profundidade para Ozobic, o croata bateu rasteiro e Ruffier defendeu. Pressionando, o Qabala abriu o placar em um gol completamente maluco: Eyyubov cobrou falta com efeito, o goleiro francês falhou e deu rebote. A bola ficou viva na área, Stankovic conseguiu chutar, mas Beric travou o arremate, que foi no travessão. Quando a redonda estava caindo, Qurbanov mandou de cabeça para as redes.

No último lance do primeiro tempo, o Saint-Étienne conseguiu o empate. Cobrança de falta na intermediária. Tannane resolveu bater direto e chutou com força, o goleiro Bezotosny não socou, muito menos encaixou e a bola entrou de forma patética. Frango do ucraniano.

A partida mudou de rumo no segundo tempo. Sadiqov tocou errado e deu de graça a bola para o ataque do Saint-Étienne. Saivet recuperou e lançou Beric, o esloveno dominou na meia-lua e arrematou com categoria no canto do goleiro, virando o jogo. No restante da etapa final, as duas equipes tiveram chances de alterar o placar, mas o Qabala não aproveitou a melhor chance do período. Ozobic foi lançado em profundidade, dominou tirando do zagueiro e – na ponta da pequena área – acabou chutando na rede para fora.

Nesta rodada, pelo Grupo I, o Nice perdeu para o Red Bull Salzburg e se complicou na briga pela classificação.