Sem Griezmann, Deschamps confirma mudanças na França para jogo contra Costa do Marfim

Técnico francês vai promover várias mudanças para o último jogo do ano; Nesta temporada, apenas uma derrota, para Portugal

Sem Griezmann, Deschamps confirma mudanças na França para jogo contra Costa do Marfim
Foto: Frederic Stevens/Getty Images

A Seleção Francesa fará sua última partida em 2016 nesta terça-feira (15). O adversário será a Costa do Marfim, em um amistoso que será realizado Stade Bollaert-Delelis, em Lens. Nesta temporada, os Bleus só perderam uma partida, a fatídica final da Eurocopa para Portugal. O retrospecto é favorável diante das várias lesões que impediram convocações completas: foram 16 jogos, 13 vitórias, uma derrota e dois empates.

Mesmo com a tristeza do vice em casa na competição continental, a França vai encaminhando a classificação para a Copa do Mundo de 2018. Está na primeira colocação do Grupo A das Eliminatórias Europeias com 10 pontos, três a mais que a Suécia, segunda colocada. Diante da Costa do Marfim, veremos muitas alterações na Seleção Francesa.

Em entrevista coletiva, Didier Deschamps disse que mudará o time: “Não vai ser a mesma equipe que começou partida contra a Suécia. Eu tenho a oportunidade de fazer seis alterações. Vou usá-las também. O importante é ter uma equipe competitiva, para dar tempo de jogo para muitos jogadores. O goleiro será Steve Mandanda. Foi planejado desde o início. Hugo Lloris teve um pequeno problema após o jogo, mas Steve estaria escalado de qualquer maneira.”

Griezmann está com o pé esquerdo machucado e foi liberado para voltar ao Atlético de Madrid para iniciar tratamento. Deschmaps comentou o desfalque: “Antoine é muito importante. Confio nos meus 22 jogadores disponíveis. Eles são bastante numerosos. A equipe será diferente porque Griezmann não estará lá. Mas os outros vão ter a oportunidade de marcar pontos comigo.

Questionado sobre o ‘quebra-cabeça’ que é montar a lista de convocados, Deschamps analisou o atual cenário: “Para ter um lugar nos 23 de hoje, você tem que lutar. Muitos jogadores são competitivos. Para aqueles que não estão aqui entrarem no grupo, eu tenho que remover um. Nada é fixo, eu não sou um banco e eu não dou uma garantia.

Raphaël Varane iniciou sua carreira no Lens em 2010. Após uma temporada como profissional, o zagueiro foi comprado pelo Real Madrid. O francês guarda o período com carinho: “São várias emoções, é uma volta a casa. Passei muitos anos da minha vida, dos nove aos 18 anos. Isso me enche de orgulho. É o fato de retornar e ver o progresso no estádio, a oportunidade de ter um monte de sentimentos e alegria por vir aqui.

A França encara a Costa do Marfim nesta terça-feira (15) às 18h, horário de Brasília. Os marfinenses lideram o Grupo C das Eliminatórias Africanas para a Copa.