Liderados por Malcom, Bordeaux desponta como uma das equipes mais interessantes da França

Impulsionado por bons movimentos no último dia da janela de transferências, Bordeaux espera por grandes feitos em 2017/18; objetivo é uma vaga nas principais competições internacionais do continente

Liderados por Malcom, Bordeaux desponta como uma das equipes mais interessantes da França
Foto: Nicolas Tucat/AFP/Getty Images

Concretizando um mercado bastante coerente dentro de suas realidades e dos mais interessantes nos últimos tempos, todo o potencial técnico do Bordeuax deve ser ativado após reforços como Nicolas De Préville e Jonathan Cafu - no contexto de ideias reativas do conjunto, pintam como coadjuvantes perfeitos para o extremo brasileiro​ Malcom, que está em plena ascensão futebolística.

Em contrapartida, vale ressaltar o modelo atual do clube de optar por jovens que encaixem na filosofia da equipe - por essas e outras, nenhum nome impactante chegou ao Matmut Atlantique.

Além das chegadas citadas, as manutenções de Vukasin Jovanovic e Youssouf Sabaly foram essenciais para um melhor nível competitivo. Ambos tiveram contribuição considerável na campanha regular do clube na temporada anterior. Outra transformação nítida é uma alteração no posicionamento de Jérémy Toulalan, que a partir de agora figura como opção para o miolo da defesa de um time que sofre exatamente com ataques mais velozes.

A quantidade de talentos tupiniquins presentes no plantel Bordelais impressiona. Fora Malcom, o protagonista do time, nomes como Otávio, Cafu e Matheus Pereira também representam o carinho especial que o tradicional clube francês tem dado a jogadores brasileiros - os dois primeiros citados estão em suas experiências iniciais em grandes centros do velho continente, sendo rodeados de esperanças e condizendo com o estilo tático da equipe.

Desde quando eclodiu como técnico na França, Jocelyn Gourvennec conseguiu se estabelecer em contextos mais rústicos e com pouca obrigação de produzir futebol com critérios dignos de um time grande. Exemplo claro deste argumento é sua passagem no Guingamp, onde muitas vezes tinha como base as reações dos meio-campistas da equipe para representar perigo ao adversário. Tal característica prevalece até hoje, com o senegalês Younousse Sankharé sendo o principal ponto associativo de Malcom nas transições diretas.

Neste início de temporada, o panorama do coletivo adepto de moldes proativos se demonstrou satisfatório em vários aspectos - tanto no futebol apresentado pela equipe em certas partidas quanto pela invencibilidade obtida através de duas vitórias e dois empates em quatro rodadas do Campeonato Francês até aqui. No seu próximo compromisso em âmbitos locais, o Bordeaux visita o problemático Lille nesta sexta-feira (8), às 14h de Brasília.

Com estilos práticos voltados para marcação alta em campo rival, imposição física a partir da utilização corporal de Sankhare e desequilíbrios individuais gerados por Malcom e Kamano através de conduções para eliminar marcadores, o futebol jogado pelo Bordeaux representa uma ameaça e tanto para os times de topo da França - especialmente para Paris Saint-Germain e Nice, que enfatizam uma base variada em posse e controle. 

No entanto, há deficiências evidentes no elenco de Gourvennec. A principal delas, sem sombra de dúvidas, é a falta de nomes mais ativos com a bola na defesa - além de quantidade baixa de jogadores neste setor, contando apenas com Toulalan, Verdon, Jovanovic e Lewczuk como postulantes a vaga em time titular - todos esses retratados são muito questionados e não passam confiança para apoio mais efetivo de Sabaly nas associações com os pontas. 

A vitalidade de Malcom

Desde de meados da temporada passada, quando efetivou sua vaga cativa no onze titular do clube francês, Malcom vem crescendo como atleta de uma maneira inimaginável para quem acompanhava o desenvolvimento do jovem extremo num contexto onde era apenas complementar no Corinthians. Tanto na forma como entende a partida, quanto tecnicamente, a evolução do jogador o coloca em posto de brigar por espaço na Seleção Brasileira em breve - apesar de forte concorrência.

Com liberdade natural de transitar e jogar entre linhas, há um consenso na França de que o brasileiro hoje está entre os principais nomes atuando no futebol do país. Seja como meia pelas beiradas ou criativo circulando por trás de uma referência mais estática, Malcom se tornou um dos líderes técnicos do Bordeaux e tem desempenhado papel crucial para os triunfos do time nos últimos meses.

Capaz de executar jogadas geniais conciliando toda velocidade natural com precisão e senso hiperativo, Malcom somou sete gols e cinco assistências na época de 2016/17. Na atual temporada, mesmo em poucos jogos, o talentoso atleta já possui números interessantes, com dois gols e três passes para tentos de companheiros, sendo eles, em maioria, assistindo Younousse Sankhare em cruzamentos rasteiros.