Em estreia de nova treinadora, Seleção Feminina da França vence Chile em amistoso

Viviane Asseyi marcou o único gol da partida amistosa, que teve Corinne Diacre estrando à frente da Seleção Feminina

Em estreia de nova treinadora, Seleção Feminina da França vence Chile em amistoso
Viviane Asseyi foi a autora do gol da vitória francesa. (Foto: Reprodução/FFF)
França
1 0
Chile

Na primeira partida sob o comando de Corinne Diacre, a Seleção de Futebol Feminino da França venceu o Chile em amistoso realizado nessa sexta feira (15), em Caen. Viviane Asseyi foi a autora do único gol da partida, aos 23 minutos do primeiro tempo.

A França se prepara para a disputa da Copa do Mundo Feminina em 2019, onde será o país-sede, enquanto a seleção chilena sediará o Campeonato Sul-Americano do ano que vem e lutará para estar pela primeira vez em um mundial feminino.

Na segunda-feira (18), a equipe da França joga diante da Espanha em Calais, na segunda partida amistosa sob o comando da nova treinadora. O jogo será às 16h pelo Horário de Brasília.

Mescla de novatas e veteranas no primeiro onze de Diacre

Diacre, que assumiu após a demissão de Olivier Echouafni depois da Eurocopa Feminina, convocou diversas jogadoras que ainda não tiveram chances na equipe principal da França, como a lateral Marion Torrent e a atacante Valerie Gauvin, ambas do Montpellier.

Porém, a treinadora também colocou figuras carimbadas, como a goleira Sarah Bouhaddi e a atacante Eugenie Le Sommer. O Chile por sua vez, treinado por José Letelier, campeão da Libertadores Feminina com o Colo Colo em 2012, mandou a campo uma equipe jovem e extremamente defensiva. Sem a atacante Yanara Aedo, lesionada, o time sentiu a ausência de uma jogadora criativa e que pudesse dar perigo a França. 

A França dominou a partida e a primeira grande chance veio dos pés de Bussaglia, que chutou para fora. A equipe teve outras ocasiões de gol, uma delas aos 21, após chute de longe de Eugenie Le Sommer defendido pela goleira Christiane Endler, principal nome da partida pelas Chicas de Rojo. A capitã chilena só não pode evitar o gol de Asseyi aos 23, após erro da defesa em cruzamento feito por Le Sommer.

No segundo tempo, o panorama não mudou. A França teve um gol anulado aos 24 por impedimento e ainda teria uma chance clara nos acréscimos em chute de longa de média distância, porém Endler espalmou e evitou o que seria o 2 a 0 da equipe de Diacre.