Avassalador, PSG massacra Bordeaux e amplia liderança no Campeonato Francês

Sem discussão, Neymar marcou dois gols de bola parada e comandou goleada do time parisiense, que se tornou o único invicto da Ligue 1

Avassalador, PSG massacra Bordeaux e amplia liderança no Campeonato Francês
Foto: C.Gavelle/PSG
Paris Saint-Germain
6 2
Bordeaux
Paris Saint-Germain : Aréola; Meunier, Marquinhos, Kimpembe e Berchiche; Verratti (Nkunku, Min. 80) e Rabiot (Lo Celso, Min. 69) ; Mbappé, Draxler e Neymar; Cavani (Di María, Min. 60) . Técnico: Unai Emery.
Bordeaux : Costil; Sabaly (Lewczuk, Min. 32), Jovanovic, Toulalan e Pellenard; Sankharé, Otávio e Lerager; Malcom, De Préville (Alexandre Mendy, Min. 55) e Kamano (Jonathan Cafu). Técnico: Jocelyn Gourvennec.
Placar: 1-0, Neymar, Min. 5 || 2-0, Cavani, Min. 10 || 3-0, Meunier, Min. 20 || 3-1, Sankharé, Min. 31 || 4-1, Neymar, Min. 40 || 5-1, Draxler, Min. 45 || 6-1, Mbappé. Min. 58 || 6-2, Malcom, Min. 89.
ÁRBITRO: François Letexier. Cartões amarelos: Jovanovic (Min. 39), Meunier (Min. 45), Sankharé (Min. 69),
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA OITAVA RODADA DA LIGUE 1 (CAMPEONATO FRANCÊS), DISPUTADO NO ESTÁDIO PARC DES PRINCES, EM PARIS, FRANÇA.

Depois da categórica vitória sobre o Bayern de Munique, pela Uefa Champions League, o Paris Saint-Germain voltou as atenções para o Campeonato Francês. Neste sábado (30), em partida válida pela oitava rodada do certame nacional, o time parisiense goleou o Bordeaux por 6 a 2, no Estádio Parc des Princes, com gols de Neymar (2), Cavani, Draxler e Mbappé. O volante Sankharé e o brasileiro Malcom descontaram para a equipe visitante. 

Diferente do que ocorrera há duas semanas, não houve discussão no Paris Saint-Germain quanto às cobranças de bola parada. Neymar cobrou as faltas e ainda converteu o pênalti. Além disso, o brasileiro e o centroavante Cavani comemoram juntos os gols do time, afastando os comentários sobre clima ruim no elenco.  

+ Neymar e Cavani discutem sobre bola parada durante vitória do PSG; veja

Com o resultado, o PSG voltou a abrir três pontos de vantagem sobre o Monaco, segundo colocado, que apenas empatou com o Montpellier em casa. Na liderança da Ligue 1, com 22 pontos, a equipe do craque Neymar volta a campo somente no dia 14 de outubro, diante do Dijon, no Estádio Gaston Gérard. 

O Bordeaux, por sua vez, perdeu a invencibilidade e a chance de se aproximar do líder. Com 15 pontos, na terceira colocação, o time da cidade dos vinhos pode perder a posição dentro da zona da Liga dos Campeões. O próximo adversário será o Nantes, no dia 15 de outubro.  

Com dois de Neymar, PSG constrói vitória 

Jogando em casa, o Paris Saint-Germain não fugiu às suas características. Com o ataque rápido e envolvente, a equipe azul e vermelha marcou adiantado, impondo dificuldades ao Bordeaux desde o início da partida. Enquanto tentava progredir pelo meio-campo, Mabappé acabou derrubado aos quatro minutos. Sem discussão, Neymar foi para a cobrança da falta e acertou o ângulo do goleiro Costil, que nada pôde fazer: 1 a 0.

Após o gol marcado, o PSG diminuiu o seu ímpeto e deixou o adversário com a bola para conseguir jogar no contra-ataque. A estratégia da equipe de Unai Emery se mostrou acertada. O Bordeaux tentou buscar o empate a todo custo e cedeu espaço para o time da casa contra-atacar. Em jogada de velocidade, Mbappé tocou de letra para Neymar, que por sua vez enfiou a bola em profundidade para Cavani. O uruguaio tocou na saída do goleiro e comemorou com Neymar pela bela assistência: 2 a 0

(Foto: C.Gavelle/PSG)
(Foto: C.Gavelle/PSG)

Os Les Girondins não se desesperaram com o segundo tento sofrido. Na base do toque de bola, o Bordeaux tentou reduzir a diferença. No entanto, apesar do maior volume de jogo, não conseguiu ameaçar a meta de Aréola. O PSG, por sua vez, em sua terceira finalização no jogo chegou ao terceiro gol. Draxler realizou o cruzamento pelo lado esquerdo, Mbappé furou e Meunier, de primeira, ampliou o placar: 3 a 0.

O time visitante diminuiu com Sankharé, aproveitando o cruzamento de De Préville: 3 a 1. Aos 36’, o Bordeaux perdeu uma excelente oportunidade Kamano, sozinho, cabeceando para fora. A oportunidade desperdiçada custou caro. Otávio tentou dominar no peito dentro da área, mas a bola desviou em seu braço e o árbitro assinalou o pênalti. Sem hesitar, Neymar foi para cobrança e converteu: 4 a 1. No encerramento da primeira etapa, Draxler pegou de primeira, da entrada da área e marcou um belo gol: 5 a 1

(Foto: C.Gavelle/PSG)
(Foto: C.Gavelle/PSG)

Segundo tempo em ritmo de treino 

O PSG voltou do intervalo ainda mais tranquilo e procurou jogar nos erros cometidos pelo Bordeaux, que não esboçou reação. Aos onze minutos, Draxler roubou mais uma bola no meio-campo, entregou para Mbappé, que apareceu livre na área e tocou na saída do goleiro Costil: 6 a 1

(Foto: C.Gavelle/PSG)
(Foto: C.Gavelle/PSG)

A partida tinha ritmo de treinamento. Enquanto o time da casa estava confortável na boa vantagem que construiu no primeiro tempo, os visitantes, envergonhados pelo resultado, pouco ameaçaram. Na melhor oportunidade criada, o goleiro Aréola defendeu o cruzamento feito por Kamano. 

 Unay Emery aproveitou a situação e colocou em campo jogadores que não vinham jogando. Recuperado de lesão, Di María entrou pelo segundo jogo consecutivo, desta vez na vaga de Cavani. Rabiot foi substituído por Lo Celso e Verratti saiu para a entrada de Nkunku. Já no final do jogo, Jonathan Cafu foi derrubado dentro da área por Meunier. O brasileiro Malcom cobrou o pênalti, dando números finais à partida: 6 a 2