Chuva de gols e brasileiro expulso: Angers e Lyon empatam em partida caótica

Somando outro empate na temporada, Lyon se distanciou do pódio da Ligue 1; Angers segue como uma das surpresas do Campeonato Francês

Chuva de gols e brasileiro expulso: Angers e Lyon empatam em partida caótica
(Foto: Divulgação/Olympique Lyonnais)
Angers
3 3
Lyon
Angers : Letellier; Manceau, Traoré, Thomas, Andreu; Santamaria; Tait (Sunu, min.84) Mangani, Fulgini (Capelle, min.54) Toko-Ekambi; Crivelli (Guillaume, min.72)
Lyon: Lopes; Rafael, Marcelo, Diakhaby, Mendy; Tousart, Ndombélé (Ferri, min.84); Traoré (Cornet, min.54), Fekir, Depay; Mariano (Morel, min.55)
Placar: 0-1, min.5, Mariano. 1-1, min.30, Rafael (GC). 1-2, min.38, Diakhaby. 1-3, min. 40, Depay. 2-3, min.58, Toko-Ekambi. 3-3, min.67, Traoré.
ÁRBITRO: Mikael Lesage (FRA). Cartões amarelos: Ferri, Santamaria, Marcelo e Thomas. Cartões vermelhos: Marcelo.
INCIDENCIAS: Partida válida pela oitava rodada do Campeonato Francês, realizada no Stade Raymond Kopa, em Angers.

Com vários gols e momentos adversos durante o jogo, o Angers buscou um empate heróico diante do Lyon, neste domingo (1°), pela oitava rodada do Campeonato Francês. Apesar de ser claramente inferior tecnicamente, a organização da equipe alvinegra lhe rendeu um ponto valioso, concretizando o empate no final da partida. Mariano Diaz, Depay e Diakhaby marcaram para o OL, enquanto Rafael (gol contra), Toko-Ekambi e Ismaël Traoré fizeram os tentos do time treinado por Stéphane Moulin.

Com o resultado "favorável", levando em conta as circunstâncias do jogo, o Angers continua com apenas uma derrota no Campeonato, apesar de ter nove pontos em oito jogos e estar colocado na 12ª posição. Enquanto o Lyon, por sua vez, acumulou outro resultado com o mesmo placar: o corriqueiro 3 a 3 - que aconteceu nos duelos diante de Bordeuax e Dijon anteriormente.

Atualmente, os Gones somam treze pontos e três jogos sem vitória, estando na sétima colocação. Após o término da Data Fifa, o OL terá um confronto derradeiro contra o Monaco, no Groupama Stadium, enquanto o Angers enfrenta o Caen - no jogo das surpresas da Ligue 1 até aqui.

Lyon abre boa vantagem na etapa inicial

Conseguindo impor vantagens posicionais com os avanços de seus laterais em conjunto dos homens ofensivos, o Lyon obteve diversas formas para superar a marcação alinhada do Angers durante os primeiros quinze minutos do jogo - sendo assim - através de um cruzamento do lateral-direito brasileiro Rafael, o atacante Mariano Diaz finalizou no canto do goleiro Letellier e abriu o placar.

Ademais, os visitantes souberam resistir no decorrer dos picos após este gol, sempre contando com a limitação do adversário em construir jogadas mais elaboradas para se defender por zona, organizar e contra-atacar. Contudo, aos trinta minutos de jogo - o mesmo assistente Rafael -, fez um infeliz ato de marcar um gol contra - empatando o jogo.

Após o empate imediato, o Angers até conseguiu dominar as ações do OL, através das reações do extremo marfinense Toko-Ekambi para agredir o rival e crescer no jogo. Porém, o reportório curto dos locais para criar oportunidades acabou se tornando um ponto à favor para o Lyon - que numa bola parada repentina, oito minutos após o gol do rival, voltou a frente do placar com um tento do jovem Mouctar Diakhaby.

O jogo estava traçado de forma positiva para o Lyon e com uma atuação decepcionante do Angers - isto foi confirmado no fim do primeiro tempo - com um gol do holandês Memphis Depay em rebote concebido pelo goleiro Letellier. No geral, o retrospecto da etapa inicial dos Gones foi animador - iniciando o jogo de forma brutal e com bases táticas predefinidas.

Marcelo é expulso e Angers empata o jogo

Neste cenário, o início do segundo tempo começou de forma caótica - com os mandantes adiantando suas linhas e obrigando os zagueiros do OL a errarem passes. Nisto, o brasileiro Marcelo, que após fazer falta e receber cartão amarelo, reagiu a advertência do árbitro de forma brusca e, assim, foi expulso - deixando o coletivo gerido por Bruno Génésio com dez jogadores durante grande parte do período.

A partir desta vantagem numérica adquirida com o erro individual do rival, os mandantes começaram a empregar um ritmo altíssimo para chegar a baliza adversária - muito disto, utilizando os apoios físicos de Enzo Crivelli para ameaçar o arqueiro Antonhy Lopes.

Aos 58' minutos do jogo, tempo após a expulsão de Marcelo, o já citado Toko-Ekambi conseguiu superar marcadores do Lyon através de conduções e, para colocar o Angers de volta no jogo, bateu cruzado para castigar o heptacampeão francês - só deixando nítida a deficiência do OL em resistir com critérios.

No mais, o jogo ficou centralizado nos apoios gerados por ambas equipes para conseguir fluir suas estratégias - neste contexto, os locais foram mais coesos e levaram perigos constantes - até pela vantagem em homens no campo - ao Lyon. O gol que selou o placar só foi vir aos 67' minutos de jogo, em bola parada, um problema crônico do Lyon, com o tento anotado por Ismaël Traoré. Com isto, o jogo se tornou monótono e travado, sem muitas chances e acabou com um resultado comum para os dois times: o empate.

França