Técnico do Lyon critica expulsão de zagueiro brasileiro e lamenta empate diante do Angers

Bruno Génésio também citou a falta de agressividade dos seus comandados para poder liquidar o jogo, que acabou 3 a 3

Técnico do Lyon critica expulsão de zagueiro brasileiro e lamenta empate diante do Angers
Bruno Genesio ficou decepcionado com o resultado da partida contra o Angers (Foto: Divulgação/Facebook)

Neste domingo (1º), o Olympique Lyonnais empatou em 3 a 3 com o Angers. Diaz, Diakhaby e Depay marcaram para os visitantes. Rafael (contra), Toko Ekambi e Traoré fizeram os gols dos donos da casa. Com o placar, o Lyon ocupa a oitava posição e está fora da zona de classificação para as copas europeias.

Em entrevista concedida após o término da partida, o treinador do Lyon, Bruno Génésio, lamentou resultado depois de toda a pressão que o OL exerceu sobre o Angers.

"Estou muito desapontado e frustrado com o resultado do jogo. Posso dizer que também estou com raiva. É muito difícil uma equipe que joga como visitante dominar a partida da forma que fizemos hoje. Mais difícil ainda é aceitar o fato de que, mesmo com toda a pressão que fizemos no Angers, não conseguimos sair com a vitória", disse.

Durante a entrevista, Genesio ainda lamentou a falta de pontaria e de agressividade dos seus comandados para liquidar a partida quando o Lyon vencia por 3 a 1: "Precisamos ser mais agressivos, mais eficazes quando tivermos chances para liquidar um jogo. Temos também que ser mais fortes nos momentos em que nos encontremos em dificuldades em uma partida."

Perguntado sobre o cartão vermelho recebido pelo zagueiro  Marcelo, que deu um tapa acidental no cartão amarelo do árbitro e acabou sendo expulso por esse ato inusitado, Génésio classificou como “ridícula” a exclusão do brasileiro da partida.

"O cartão vermelho dado ao Marcelo foi ridículo, grotesco. Presumivelmente, a expulsão do jogador do nosso time deu um novo ânimo ao Angers.  Contudo, penso que o nosso time poderia ser mais eficaz nas chances que tivemos para matar o jogo."

Ainda sobre a expulsão de Marcelo, o presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, espera que o cartão vermelho dado ao atleta do OL seja anulado: "Eu vi o vídeo do lance. Em nenhum momento o Marcelo teve a intenção de tomar o cartão amarelo da mão do árbitro. Espero que a comissão de disciplina anule o cartão vermelho e o Marcelo possa atuar contra o Monaco. Nós conversamos com o árbitro e ele foi muito receptivo conosco. Desejo que ele coloque no relatório do jogo que o lance foi acidental."

Na próxima rodada, que será realizada após a Data Fifa, o Lyon receberá o Monaco, vice-líder da Ligue 1.