Iminente saída de Marcelo Bielsa é mais um problema na turbulenta temporada do Lille

Técnico argentino foi suspenso temporariamente pelo clube francês, que montou uma nova comissão para comandar o time nos próximos jogos; dentro do Z-4, Lille está afundado na crise

Iminente saída de Marcelo Bielsa é mais um problema na turbulenta temporada do Lille
Foto: Jean Catuffe/Getty Images

O Lille anunciou a suspensão de Marcelo Bielsa, em uma decisão que surpreendeu a todos. Balançando no cargo, sua saída é especulada pela imprensa francesa, mas o “meio termo” entre ficar e sair foi o escolhido pela direção do clube. Atualmente, os Dogues estão dentro da zona de rebaixamento, vivendo uma enorme crise.

O primeiro problema é por conta do grande investimento e do baixo retorno dentro de campo. Na zona de rebaixamento, o LOSC soma apenas 12 pontos em 13 rodadas. São três vitórias, três empates e sete derrotas. Na última segunda-feira (20), a equipe foi derrotada para o modesto Amiens por 3 a 0.

A saída de Bielsa é iminente, deverá ser sacramentada em breve. O jornalista Matias Navarro revelou que o técnico tem uma relação muito conturbada com o diretor esportivo Luis Campos. A nova comissão técnica – temporária, a princípio – é formada por profissionais que foram “deixados de lado” por Marcelo. O motivo do afastamento feito pelo argentino seria a relação próxima de tais membros com o dirigente.

Fabián Taboada, jornalista da ESPN Argentina, revelou Bielsa foi para o Chile visitar Profe Bonini, preparador físico de sua comissão por muitos anos, inclusive na Seleção Chilena entre 2007 e 2011. Luis María Bonini, que trabalhou também no Athletic Club, faleceu na noite desta quarta-feira (22), aos 67 anos, em decorrência de um câncer gástrico. O jornal El Mercurio noticiou que ele esteve internado por dez dias. Matias Navarro informa que a suspensão não se deu por conta da viagem, o problema de Bielsa é com Luis Campos.

A nota oficial publicada nesta quinta-feira (23) reforça a ideia de que há uma crise interna: “Seguido da suspensão temporária de Marcelo Bielsa como treinador do LOSC, o clube anuncia que montou uma unidade técnica composta por Fernando da Cruz, João Sacramento, Benoit Delaval e Franck Mantaux, que irão comandar a equipe no período. O dono e presidente do LOSC, Gerard Lopez, também deseja reforçar a presença e proximidade junto à comissão técnica profissional com o diretor esportivo, Luis Campos, que irá supervisionar este período.

Bielsa iniciou seu trabalho sob muita expectativa, seria o recomeço do técnico após sua conturbada saída do Marseille e a quase inexistente passagem pela Lazio. Havia certa esperança de que Marcelo comprovaria sua genialidade no Lille, voltando a ser um técnico respeitado pelo que faz em campo e não pelas manchetes polêmicas. Porém, de cara dispensou 11 jogadores por SMS e contratou vários outros através de vídeos, onde afirmou ter acompanhado centenas de jogos e compactos de seus contratados.

+ Marcelo Bielsa surpreende e deixa Olympique de Marseille

Lazio e Bielsa: entenda completamente o caso

O que se viu em campo foi um começo promissor, estreou aplicando 3 a 0 diante do Nantes. Depois, acumulou oito jogos sem vitória. Desde outubro, a equipe alterna bons e maus momentos. A classificação na Copa da Liga em cima do Valenciennes veio apenas nos pênaltis. Mas o clube é o penúltimo colocado da Ligue 1.

A suspensão de Bielsa, a crise interna, a mudança na comissão técnica e a incerteza da permanência ou não, apenas dificulta o atual momento do Lille. Resta ao clube superar a situação rapidamente e focar no desenvolvimento da equipe, buscando um segundo turno mais promissor e sem tanto perigo com a zona de rebaixamento. O planejamento para esta temporada já está absolutamente comprometido.