Na prorrogação, Olympique de Marselha derrota Valenciennes e segue vivo na Copa da França

Gol de Amavi na prorrogação garante continuidade do OM na Copa Nacional; Bordeaux, por sua vez, é eliminado por equipe da quarta divisão

Na prorrogação, Olympique de Marselha derrota Valenciennes e segue vivo na Copa da França
Foto: Anne-Christine Poujoulat/AFP
Olympique
1 0
Valenciennes

Foi suado, mas, após ter que passar por uma prorrogação, o Olympique de Marselha, no Estádio Velódrome, conseguiu derrotar o Valenciennes, atualmente na segunda divisão, por 1 a 0, graças a um gol do lateral-esquerdo Jordan Amavi, em partida válida pelo Grupo 9C, nos 64-avos de final da Copa da França.

Com esse resultado, a equipe de Rudi Garcia, atual quinta colocada na Ligue 1, seguirá adiante na competição, enquanto que os jogadores treinados por Réginald Ray vão continuar com as suas atenções apenas na segunda divisão, onde atualmente ocupam a 14ª posição. Os próximos confrontos da Copa Nacional serão decididos via sorteio.

Como esperado, a equipe do Olympique controlou a posse da bola durante a maior parte da partida, mas, diferente do comum, a equipe visitante não se limitou a apenas defender e, mesmo com qualidade técnica inferior, tentou assustar os locais da maneira que era possível. Com uma nova formação implementada por Rudi Garcia, um 4-2-2-2 com dois jogadores pelos lados do campo muito participativos – Payet e Njie –, o OM conseguiu construir algumas chances, mas que não eram finalizadas.  

No segundo tempo, esse perfil se manteu: OM com a grande maioria das ações de ataque e o Valenciennes tentando aproveitar as poucas chances que conseguia, mas com um foco voltado a defender. As principais chances da equipe da casa foram por meio de cobranças de falta de Payet, o que prova uma certa falta de criatividade por conta dos jogadores durante o tempo regulamentar.

Na prorrogação, os atletas do Valenciennes sentiram e sofreram fisicamente, o que representou uma dominação ainda maior pelo lado do OM, que conseguiu, após muito esforço, quebrar a barreira adversária: aos 13 minutos do primeiro tempo, Payet achou Njie livre pelo lado direito, que cruzou para Amavi dominar e, apesar de chutar com sua perna direita, marcar seu primeiro gol com a camisa dos Olympiens e o da vitória.

Granville surpreende Bordeaux

(Foto: Charly Triballeau/AFP)

A crise no Bordeaux está, definitivamente, instalada. Ocupando posições inferiores na Ligue 1 e flertando com a zona de rebaixamento, a equipe de Jocelyn Gourvennec não conseguiu passar pelo Granville, um time que está na quarta divisão na França, que é considerada de um nível amador. Essa foi, provavelmente, a maior surpresa nessa fase da Copa da França.

Tudo deu certo para o Bordeaux no primeiro tempo: Douniama, principal atacante do Granville, perdeu um pênalti após praticamente recuar a bola para o goleiro Costil, que defendeu sem esforços e, minutos depois, o volante Younousse Sankharé havia marcado de cabeça, após uma boa jogada de Malcom e um cruzamento de Sabaly.

As coisas estavam se encaminhando para terminarem com um final feliz para o Bordeaux, mas Sabaly foi expulso aos 40 minutos do segundo tempo e, sete minutos depois, a equipe da casa chegaria ao empate com Martinet, após uma confusão na área. Na prorrogação, o Granville confirmou a vitória graças a, ironicamente, um pênalti cobrado por Douniama, que garantiu a festa no Stade Louis-Dior