Com show de Neymar, Mbappé e Di María, PSG arrasa Rennes e avança na Copa da França

Trio de ataque marca dois gols cada, e time parisiense inicia 2018 com estrondosa goleada fora de casa

Com show de Neymar, Mbappé e Di María, PSG arrasa Rennes e avança na Copa da França
Foto: Divulgação/PSG
Rennes
1 6
Paris Saint-Germain
Rennes : Diallo; Danzé, Gnagnon, Mexer e Bensebaini; Gélin; Bourigeaud (Sarr), Lea-Siliki, André, Mubele; Khazri (Amalfitano). Técnico: Sabri Lamouchi.
Paris Saint-Germain : Trapp; Daniel Alves, Thiago Silva, Kimpembe e Berchiche; Verratti (Thiago Motta/Nkunku), Rabiot e Lo Celso; Di María, Neymar e Mbappé. Técnico: Unai Emery.
Placar: 0-1, Mbappé, min. 9 || 0-2, Neymar, Min. 17 || 0-3, Di María, min. 24 ||0-4, Neymar, min. 43 || 1-4, Bourigeaud, Min. 66 || 1-5, Di María, min. 74 || 1-6, Mbappé, min. 75.
ÁRBITRO: Amaury Delerue.
INCIDENCIAS: Partida válida pela Copa da França, disputada no estádio Roazhon Park, em Rennes.

O Paris Saint-Germain iniciou o ano de 2018 em grande estilo, de forma irretocável. Em partida válida pela fase 32 avos de final da Copa da França, o time de Paris não tomou conhecimento do Rennes e aplicou um sonoro 6 a 1 em plena casa do adversário, o Roazhon Park, na noite deste domingo (7). Os tentos parisienses foram anotados por Neymar, Mbappé e Di María, que foram às redes em duas oportunidades cada. De pênalti, Bourigeaud descontou para os donos da casa. 

O resultado coloca o time de Paris na próxima fase da competição (16 avos). A partida acontecerá ainda neste mês, mas o adversário será definido através de sorteio, assim como os mandos de campo. O próximo desafio do PSG também será por uma competição mata-mata. Na quarta-feira (10), o time comandado por Unai Emery enfrentará o Amiens, fora de casa, pelas quartas de final da Copa da Liga Francesa

A equipe de Rennes terá pouco tempo para se recuperar da goleada sofrida. Na próxima quarta-feira (10), o Rubro-Negro tem encontro marcado contra o Toulouse, novamente no Roazhon Park, desta vez pela Copa da Liga Francesa. 

PSG constrói vantagem com ótima participação coletiva 

Os primeiros minutos da partida indicaram como ela se transcorreria. A equipe da capital francesa ignorou o fato de estar jogando fora de seus domínios e iniciou o jogo com muita intensidade ofensiva. O jovem Mbappé deu bastante movimentação no comando de ataque, fazendo triangulações com Neymar e Di María.

Enquanto era pressionado já no início do jogo, o Rennes tentou responder com Benjamin André, que disputou bola com Kimpembe dentro da área do PSG e saiu em ótimas condições para a finalizar. No entanto, a arbitragem marcou falta do camisa 10 do Rennes, que empurrou o zagueiro parisiense no lance.

Aos sete minutos, Neymar iniciou uma jogada com um belo lançamento para Daniel Alves. O lateral brasileiro cruzou para o meio, e Mbappé, livre de marcação, pegou a bola muito embaixo, desperdiçando uma boa oportunidade. Mas o jovem francês se redimiria dois minutos depois. Em um lançamento magistral de Thiago Silva do campo de defesa, Mbappé esperou a bola quicar na área e chutou com a perna canhota, abrindo o placar o marcador para os vistantes. 

(Foto: Divulgação/ PSG)
(Foto: Divulgação/ PSG)

Os anfitriões sequer conseguiam cruzar a linha do meio-campo. Jogando com muita personalidade, o PSG não demorou para ampliar o placar. Em jogada com participação dos dois volantes, Neymar recebeu de primeira de Verratti, dominou com categoria e chutou colocado. O argentino Di María fez o terceiro pouco tempo, escorando o cruzamento feito pelo lateral-esquerdo Berchiche.  

A grande vantagem aberta com apenas 23 minutos não tirou a intensidade do time comandado por Unai Emery. Com muita fome de bola, o PSG dava um show de bola em campo. Com rápida troca de passes, o líder da Ligue 1 não dava chances para o adversário pensar. Enquanto o time parisiense apresentava uma bela partida coletiva, o goleiro Diallo era o único destaque do Rennes, salvando o time de um resultado ainda pior.

Para fechar o primeiro tempo em grande estilo e premiar a ótima atuação coletiva do PSG, uma jogada digna de 'videogame' culminou no quarto gol da partida, o segundo de Neymar. O camisa 10 iniciou o lance puxando contra-ataque pela esquerda, acionou Di María, que deu passe para Mbappé já dentro dentro da área. De primeira, o francês deixou o craque brasileiro em ótimas condições para vencer o goleiro Diallo e estufar as redes.

(Foto: Divulgação/ PSG)
(Foto: Divulgação/ PSG)

Em ritmo de treino, PSG goleia sem dificuldades 

Nada de diminuir o ritmo. O Paris Saint-Germain voltou para a segundo etapa com a mesma postura com que terminou a etapa inicial. Logo no primeiro lance, Neymar recebeu passe de Lo Celso na esquerda, entrou na área e chutou colocado, mas a bola acertou o zagueiro Gnagnon.

Aos poucos, os donos começaram a sair para o jogo. Com a ótima vantagem aberta, o PSG aguardava apenas os espaços acontecerem para poder contra-atacar. O técnico Unai Emery mudou o meio-campo, colocando Draxler e Thiago Motta nos lugares de Rabiot e Verratti, respectivamente. O volante brasileiro naturalizado italiano, que voltava a jogar após ter passado por uma artroscopia, ficou menos de dez minutos em campo. O jogador sentiu a perna esquerda e foi substituído por Nkunku.

Antes de deixar o campo, porém, Thiago cometeu pênalti ao bater com o braço na bola após cobrança de escanteio. O meia-atacante Bourigeaud cobrou no canto direito de Trapp, que chegou a ir na bola, mas não alcançou. O tento marcado chegou a animar os donos da casa, no entanto o PSG tratou de ampliar o marcador para não deixar dúvidas quanto a sua superioridade.

Aos 28 minutos, Di María recebeu passe de Mbappé, dominou e chutou no canto do goleiro adversário. Um minuto depois a gentileza foi retribuída. Neymar encontrou Di María no meio, que deu passe em profundidade para Mbappé fazer o sexto gol parisiense. Com a goleada definida, a equipe da capital seguiu com o controle do jogo e administrou o resultado até o final.

(Foto: Divulgação/ PSG)
(Foto: Divulgação/ PSG)