Cyprien marca, Nice derrota Saint-Etienne e chega a oito partidas de invencibilidade na Ligue 1

Apesar de atuação ruim, volante ajuda equipe de Lucien Favre a continuar com campanha de recuperação

Cyprien marca, Nice derrota Saint-Etienne e chega a oito partidas de invencibilidade na Ligue 1
Foto: Divulgação/OGC Nice
Nice
1 0
Saint-Etienne

Após um doído empate com o Monaco, em que Falcao Garcia marcou um gol no último minuto de jogo, o Nice se recuperou e reencontrou o caminho das vitórias nesse domingo (21). Jogando diante de seus fãs, na Allianz Riviera, a equipe de Lucien Favre derrotou o Saint-Etienne por 1 a 0, com um tento marcado por Wylan Cyprien, em partida válida 22ª rodada da Ligue 1.

Com esse resultado, o Nice continua uma ótima campanha de recuperação e chegou à marca de oito jogos sem perder, sendo que a última vez que os Algions saíram derrotados na Ligue 1 fora em dezembro, na 14ª rodada, pelo Lyon. Além disso, a equipe de Favre recuperou a sexta posição na tabela, chegando aos 34 pontos e estando a sete do Monaco, que ainda joga na rodada, e é o primeiro clube em zona de competição europeia.

O tradicional Saint-Etienne, por sua vez, continua vivendo um dilema. Apesar das estreias de Yann M’Vila e Paul-Georges Ntep, a equipe treinada por Jean-Louis Gasset permanece na 16ª posição, duas acima da zona de rebaixamento. Por sorte, quatro dos concorrentes diretos do ASSE contra a degola – Angers, Dijon, Lille e Toulouse – também perderam na rodada.

As duas equipes voltarão a ter compromissos pela Ligue 1 na próxima semana, mais precisamente sábado (27), às 17h (horário de Brasília). O Nice visitará o lanterna Metz, que faz uma ótima campanha de reabilitação no segundo turno e sonha com uma possível recuperação na tabela. Já o Saint-Etienne receberá o Caen, atual 11º colocado da competição.

Apesar de dominar a posse da bola no primeiro tempo, o Nice não conseguia transformar esse tempo de toque – a equipe de Lucien Favre teve 94% de acertos em toques no período – em chances reais de gol. Muito pelo contrário, já que o Saint-Etienne, nas poucas oportunidades que tinha a bola em seus pés, conseguia criar mais cenários de ataque, oferecendo perigo à meta defendida por Walter Benítez.

Dessa maneira, a equipe da casa conseguiu chegar ao gol em uma das poucas alternativas que “restavam”: a bola parada. Aos 22 minutos, o volante Wylan Cyprien cobrou falta com perfeição, batendo colocado, sem chances para o goleiro Ruffier, que até tentou pular, mas acabou dentro da meta, assim como a bola.

No segundo tempo, a partida caiu de produção. O Nice, assim como na maior parte do tempo, não conseguia criar chances, enquanto que o ASSE até tentava pressionar de alguma maneira, mas esbarrava nas próprias pernas e em uma boa atuação defensiva dos Algions. Dessa maneira, o jogo se tornou monótono, com atuações pobres das duas equipes, principalmente vindo dos donos da casa.

No fim da partida, os visitantes tentaram exercer uma pequena pressão, indo atrás de um possível gol de empate. Mas, diferentemente do que ocorreu na última rodada, a defesa do Nice se manteve atenta, cortando qualquer ímpeto ofensivo adversário, garantindo uma importante vitória, que representa a continuidade de uma campanha de recuperação com o sonho de uma classificação para alguma competição europeia.