Olympique de Marseille empata com Saint-Étienne e corre risco de perder vice-liderança

Equipe ficou duas vezes no marcador, mas permitiu igualdade do adversário e pode deixar segunda posição em caso de vitória do Monaco diante do Angers

Olympique de Marseille empata com Saint-Étienne e corre risco de perder vice-liderança
Foto: Philippe Desmazes/AFP/Getty Images
Saint-Étienne
2 2
Olympique de Marseille
Saint-Étienne: Ruffier; Debuchy, Subotic, Perrin e Gabriel Silva; Selnaes e Pajot (Hernani, min. 70); Bamba, Diousse (Ntep, min. 61) e Monnet-Paquet (Beric, min. 71); Hamouma. Técnico: Jean-Louis Gasset.
Olympique de Marseille: Mandanda (Yohann Pelé, min. 43); Sarr, Rami, Rolando e Sakai; Zambo Anguissa e Luiz Gustavo; Thauvin, Sanson (Mitroglou, min. 83) e Payet; Germain (Njie, min. 67). Técnico: Rudi Garcia.
Placar: 0-1, Thauvin, min. 4. 1-1, Monnet-Paquet, min. 9. 1-2, Sanson, min. 20. 2-2, Beric, min. 75.
ÁRBITRO: Frank Schneider, auxiliado por Djemel Zitouni e Nicolas Henninot
INCIDENCIAS: Partida válida pela 25ª rodada da Ligue 1, disputada no Stade Geoffroy-Guichard

Um jogo bastante movimentado abriu a 25ª rodada da Ligue 1, nesta sexta-feira (9). Em partida realizada no Stade Geoffroy-Guichard, Saint-Étienne e Olympique de Marseille fizeram um clássico muito bem disputado. As duas equipes tinham o mesmo objetivo: vencer para manter boa sequência; os alviverdes vinham de duas vitórias consecutivas, enquanto os olímpicos golearam por 9 a 0 no meio da semana pela Copa da França.

A partida terminou empatada em 2 a 2. Thauvin e Sanson deixaram o Marseille duas vezes na frente do marcador, mas Monnet-Paquet e Beric buscaram a igualdade no placar para os mandantes. Com o resultado, o OM permaneceu na vice-liderança, com 52 pontos, e pode ser ultrapassado pelo Monaco se o time monegasco vencer o Angers neste fim de semana. Por outro lado, o ASSE segue com campanha mediana, com 30 pontos ganhos, no 12º lugar.

A próxima rodada será disputada no fim da semana que vem. O Saint-Étienne encara o Angers no Stade Raymond-Kopa, às 17 horas do sábado (17), enquanto o Olympique de Marseille encara mais um jogo tradicional diante do Bordeaux, às 18 horas do domingo (18), no Vélodrome.

O começo do jogo foi bastante movimentado. Logo aos quatro minutos, o OM abriu o placar. Sakai avançou em velocidade pela esquerda e cruzou. Thauvin aproveitou vacilo de Gabriel Silva e finalizou com o pé esquerdo. A reação do ASSE foi rápida. Empurrado pelos 30 mil torcedores, Hamouma perdeu disputa de bola para Rami no meio, mas Monnet-Paquet ficou com a sobra para empatar o confronto. A partida aberta ganhou mais ingredientes aos 20, quando Sanson voltou a deixar o Marseille em vantagem. No fim do primeiro tempo, o goleiro Mandanda se lesionou e Yohann Pelé entrou em campo.

No segundo tempo, o jogo ficou aberto. Embora o OM estivesse à frente do placar, a equipe não se contentava com a mínima vantagem. Por outro lado, o Saint-Étienne estava disposto a evitar o revés que impediria a manutenção da sequência de bons resultados. O diferencial para os donos da casa foi a entrada de Beric. A movimentação no setor ofensivo foi renovada e intensificada. Como resultado, veio o empate desejado. Aos 29 minutos, Bamba cruzou no meio da área, Beric se antecipou a marcação e balançou as redes.