Executivo de futebol do Unión Española sinaliza acerto com técnico Martin Palermo

Aos 42 anos, argentino tem passagens por Godoy Cruz e Arsenal de Sarandí; dirigente da equipe chilena confirmou contato com treinador

Executivo de futebol do Unión Española sinaliza acerto com técnico Martin Palermo
Foto: Getty Images

Nos últimos dias, cresceram as conversas que apontaram o México como provável destino do técnico Martín Palermo. Por mais que o futuro do ex-atacante ainda seja incerto, ele deve fazer um caminho muito mais curto, já que está em vias de acertar com o Unión Española, do Chile.

De acordo com o jornal argentino "Olé", o interesse dos chilenos em Palermo vem de outros carnavais. Em 2014, "El Loco", como é conhecido, dirigia o Arsenal de Sarandí quando a equipe argentina eliminou o próprio Unión Española nas quartas de final da Copa Libertadores da América. Segundo o periódico, o futebol apresentado pelos portenhos agradou os dirigentes chilenos.

"Já temos um acordo sobre a questão econômica e esportiva. O que resta para discutir são questões operacionais, de logística e infraestrutura que Martín nos pediu", admitiu Johnny Ashwell, gerente geral do Unión ao "Olé".

Após empate sem gols na Argentina, Arsenal venceu Unión no Chile e avançou na Libertadores: Palermo era o técnico
Após empate sem gols na Argentina, Arsenal venceu Unión no Chile e avançou na Libertadores: Palermo era o técnico (Foto: Getty Images)

Por mais que as partes ainda não tenham chegado a um acordo, o dirigente mostrou-se confiante em um desfecho positivo com Palermo: "Não quero dizer que está fechado porque é futebol, mas somos otimistas", disse Ashwell, que ainda afirmou que as negociações não podem ir além da próxima segunda-feira.

O triunfo do Arsenal pesou mesmo na simpatia dos cartolas com o maior artilheiro da história do Boca Juniors. Ainda ao jornal argentino, Ashwell elencou alguns dos motivos que levaram o clube a procurar Palermo.

"O escolhemos porque nos lembramos que o Arsenal que ele dirigia era muito organizado, equilibrado e muito bom defensivamente. Também queremos transmitir sua experiência como jogador aos atletas. Nós não jogamos torneios internacionais desde a Libertadores de 2014 e queremos voltar a essas instâncias", arrematou.

Histórico

Caso o acerto com os Rojos se concretize, será o terceiro clube que Palermo comandará desde pendurou as chuteiras. Entre 2012 e 2013, ficou à frente do Godoy Cruz, tendo terminado o Torneio Final na sétima colocação. Comandou a equipe em 19 jogos, colecionando sete vitórias, oito empates e quatro derrotas.

Já no Torneio Inicial, os comandados de Palermo ocuparam a 12º colocação, fruto de seis triunfos, seis empates e seis derrotas. A diretoria da equipe da província de Mendoza optou pela não renovação com o treinador.

Em abril 2014, substituiu Gustavo Alfaro no Arsenal de Sarandí. Emplacou um bom momento na Copa Libertadores, avançando na segunda colocação se um grupo que incluía Santos Laguna, Penãrol e Deportivo Anzoátegui e caindo para o Nacional do Paraguai - que veio a ser vice-campeão - nas quartas de final. 

No ano seguinte, entretanto, renunciou ao cargo após cinco derrotas em nove partidas (uma única vitória no período). O elenco do Unión Española volta aos trabalhos no dia 1º de junho. O campeonato começa no dia 24 de julho.