Resultado Boca Juniors x Nacional na Copa Libertadores 2016 (1-1)

Resultado Boca Juniors x Nacional na Copa Libertadores 2016 (1-1)
Boca Juniors
1 1
Nacional

Encerramos por aqui a transmissão! O Boca Juniors vence o Nacional nos pênaltis e está na semifinal da Copa Libertadores! Até a próxima!

PÊNALTIS #1 #2 #3 #4 #5 #6 TOTAL
BOCA JUNIORS O O X X O O 4
NACIONAL O O O X X X 3

GOL DO BOCA JUNIORS! CARRIZZO COLOCA O BOCA NA SEMIFINAL DA COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA!

PERDEU CARBALLO! Orión defende no meio do gol!

GOL DO BOCA JUNIORS! Fabra marca e leva para as alternadas!

DEFENDEEEEEEEEU ORION! BRILHA O GOLEIRO XENEIZE!

PERDEU OUTRA VEZ! Insaurralde perde sua penalidade!

PERDEU TAMBÉM! Orión defende a cobrança de Porras!

PERDEU! Conde defende a cobrança de Pérez!

GOL DO NACIONAL! Férnandez bate de cavadinha e converte!

GOL DO BOCA JUNIORS! Catadíaz se redime e marca!

GOL DO NACIONAL! Victorino solta a bomba no meio do gol!

GOL DO BOCA JUNIORS! Tevez converte sua penalidade!

GOL DO NACIONAL! Polenta abre as penalidades com gol!

FIM DO JOGO NA BOMBONERA! TEREMOS PÊNALTIS!

39' Lopez recebe a bola dentro da grande área de Rodrigo Amaral e manda para as redes! Mas é marcado o impedimento

32' Levantamento da direita. Orión sobe e agarra firme no alto

CARTÃO VERMELHO PARA PAVÓN! Cartão vermelho para Pavón. Ele se empolgou, tirou a camisa e acabou expulso...já tinha amarelo

GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO BOCA JUNIORS! PAVON EMPATA O JOGO!

26' Agora é Pérez que sente lesão, mas segue na partida. Boca não vai tendo uma boa noite

18' Romero chega pela intermediária e arrisca o chute, mas fraco demais. Orión agarra firme

16' Tevez tenta lance pela ponta esquerda, coloca no meio das pernas de Fucile, mas a bola vai forte demais. Conde defende

11' Cobrança de falta para o Boca na ponta direita. Carrizo levanta na esquerda. Após bate-rebate na área, Pavón arrisca o chute, mas direto pela linha de fundo

6' Levantamento na segunda trave! Pérez chega "de voleio" e manda o chute direto para fora. Boca tenta ir ao ataque

3' Pavón tenta combinação com Tevez, mas a tabela não sai. Na sequência, falta em cima de Fucile

0' COMEÇA O SEGUNDO TEMPO!

FIM DO PRIMEIRO TEMPO NA BOMBONERA!

46' Situação difícil para o Boca na partida. Não consegue reagir depois do gol contra

44' Meli sai lesionado se conseguir tocar o pé no chão

35' QUE LANCE! Levantamento da ponta direita direto na cabeça de Chávez! Ele PERDE o gol livre, sozinho, nas costas da defesa!

31' Romero chega pela intermediária e manda o chute, mas a bola vai direto pela linha de fundo. Orión só acompanha

22' Carballo cobra falta da ponta esquerda direto na grande área. A zaga do Boca afasta

22' Leo Gamalho tenta ataque pela esquerda, mas acaba parado por Cata Díaz

20' GOL DO NACIONAL! Gol contra de Cata Díaz! Cruzamento na área do Boca. Ele chega de carrinho para afastar, mas manda contra o próprio patrimônio!

GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO DO NACIONAL!

13' Pavón chega pela ponta direita e cruza, mas forte demais. A bola vai pela linha de fundo

10' Levantamento da ponta direita. Orión apenas acompanha. Sem perigo para o Boca, que consegue manter o controle até o momento

4' MILAGRE URUGUAIO! Que lance! Conde evita o gol de Tevez, que chegava pela ponta esquerda! Ele chuta, e o goleiro do Nacional salva

0' Começa o jogo na Bombonera!

Na semana passada, em Montevidéu, o Boca Juniors abria o placar contra o Nacional em meados do segundo tempo e encaminhava a sua classificação. O Tricolor, porém, não se deu por vencido: buscou o empate pouco depois e deixou o confronto em aberto. A partida de volta e a definição de quem avança para as semifinais da Copa Libertadores da América ocorrem a partir das 20h15 (horário de Brasília) desta quinta-feira, em La Bombonera.

Para chegar até aqui, os Xeneizes terminaram a fase de grupos com três empates e três vitórias, o que lhes rendeu a ponta da chave 3. Já nas oitavas de final, o time de Guillermo Schelotto garantiu a classificação com dois triunfos sobre o Cerro Porteño: 2 a 1 no Paraguai e 3 a 1 em Buenos Aires.

O Bolso, por sua vez, somou 9 pontos e ficou com o segundo lugar do Grupo 2, fruto de três empates, duas vitórias e uma derrota. Nas oitavas, os comandados de Gustavo Munúa contrariaram as previsões e eliminaram o Corinthians após dois empates (0 a 0 na capital uruguaia e 2 a 2 em São Paulo).

O Boca Juniors está longe dos seus melhores dias dentro das fronteiras argentinas. Afinal, os Xeneizes postulam na nona colocação da Zona 2 do Campeonato Argentino, que é composta por outros 14 clubes. No último domingo, lançando mão de uma formação reserva, os portenhos foram superados por 3 a 1 pelo Estudiantes fora de casa e chegaram ao quarto jogo consecutivo sem vitória na competição.

Na ocasião, o gol boquense foi anotado por Andrés Chávez, que pode aparecer entre os titulares na decisão de logo mais. Dessa forma, "El Comandante", como é conhecido, formaria o trio de ataque ao lado de Tévez e Pavón e seria a única mudança em relação ao jogo de ida, em que Carrizo, agora lesionado, integrou o onze inicial.

Entrada de Chávez deve ser a única mudança no Boca em relação ao jogo da ida (Foto: Juan Mabromata/Getty Images)
Chávez deve ser a única peça repetida em relação ao revés contra o Estudiantes (Foto: Juan Mabromata/Getty Images)

Em contraste com o recente desligamento de Dani Osvaldo, a equipe de Guillermo Schelotto ganhou um novo reforço para os próximos compromissos: trata-se de Nicolás Lodeiro. No início de maio, o uruguaio foi submetido a uma cirurgia no menisco do joelho esquerdo. Na última segunda-feira, no entanto, surpreendeu a todos ao participar do treinamento com o restante do elenco. Ainda assim, não foi relacionado para a decisão contra os seus compatriotas.

O bom retrospecto do Nacional em nada intimida os atletas do Boca Juniors. Questionado pela imprensa sobre o bom desempenho dos tricolores jogando fora de casa (os charruas ainda não foram derrotados longe de seus domínios na atual edição da Copa Libertadores), o goleiro Agustín Orión não deixou por menos e também lançou mão de uma estatística: “Eu falo outra estatística já que que você (jornalista) me conta essa: o Boca ainda não perdeu na Libertadores”, disse

"Estamos muito bem, treinando da melhor maneira, com muita confiança e esperando fazer uma grande partida para estar nas semis. Dependemos de nós. Se fizermos uma boa partida, as coisas vão sair bem" arrematou o arqueiro, que completa 200 jogos com a camisa azul e ouro no cotejo contra os uruguaios.

Além dos prováveis titulares, estão concentrados Sara, Tobio, Rolín, Silva, Erbes, Bentancur, Chicco, Carrizo e Palacios.

Se a fase vivida pelo Boca Juniors não é das melhores, o mesmo não pode ser dito em relação ao Nacional. O Tricolor não perde há seis rodadas e ocupa a terceira colocação do Torneio Clausura. Na última rodada, o Bolso empatou em 2 a 2 no clássico contra o Peñarol e desperdiçou boa chance de subir na tabela, já que os rivais são vice-líderes com dois pontos de vantagem.

Os Charruas chegam na Argentina com duas baixas confirmadas. Titular na ida, Kevin Ramírez sentiu um desconforto e sequer foi relacionado, assim como Cristian Tabó.

Nico López é um dos principais destaques do Nacional na Libertadores (Foto: Nelson Almeida/Getty Images)
Nico López é um dos principais destaques do Nacional na Libertadores (Foto: Nelson Almeida/Getty Images)

A dúvida, assim como na semana passada (quando iniciou entre os titulares e, posteriormente, foi substituído), gira em torno da presença de Nico López. Com desconforto muscular e uma tendinite no joelho, "El Diente" realizou um trabalho diferenciado no treinamento realizado na última quarta-feira. Além disso, a imprensa uruguaia não leva fé na presença do atacante.

Já em solo argentino, o técnico Gustavo Munúa não deu pistas sobre a presença de López: "Já tenho a equipe, mas tem a dúvida de Nicolás, que não sei se vai jogar, se estará no banco de reservas ou se não o teremos. Há chances de que jogue. Vamos ver, eu quero avaliar bem, juntamente com os médicos", comentou. Caso não conte com o atleta, deve optar entre Marcio Benítez e Léo Gamalho.

A possibilidade de o confronto ser decidido na marca da cal, terror de muitas torcidas, não parece assustar em nada o experiente goleiro Esteban Conde: "É bom enfrentar penâltis porque você gera coisas sobre o adversário e ele sabe que posso lidar. Por aqui não há dúvida que isto é bem-vindo para a equipe, mas além disso, você tem que alcançar um resultado específico para alcançar os pênaltis e vamos lá para ganhar o jogo", expressou.

Boa noite, torcedor! Acompanhe agora a partida entre Boca Juniors x Nacional na Copa Libertadores 2016! Fique conosco!