Diego Milito se despede do futebol com gol e vitória do Racing: "Com a camisa que amo"

Atacante foi carinhosamente saudado pela torcida e retribuiu os festejos em campo em sua última partida com clube do coração

Diego Milito se despede do futebol com gol e vitória do Racing: "Com a camisa que amo"
Despedida do maior ídolo recente em Avellaneda (Foto: Divulgação / Racing)

Com vitória por 2 a 0 sobre o Temperley, o atacante argentino Diego Milito se despede do futebol com a camisa do Racing Club. O jogo válido pelo Campeonato Argentino foi realizado neste sábado (21) e marca a última atuação do ídolo de La Academia. Com gol de pênalti para abrir o placar e descer sua última avalanche em Avellaneda, o craque pode degustar dos últimos carinhos da torcida. Romero fechou o placar no El Cilindro.

Um bandeirão de "Gracias, Milito (obrigado, Milito)" foi estendido pela torcida do Racing, que o tempo todo ovacionou ao atacante. Diego foi campeão argentino em 2001 e saiu para desfrutar das glórias do futebol europeu neste século. Além de atuar no Genoa e no Zaragoza, a camisa da Internazionale permitiu o título da Champions League 2009/10 e do Mundial de Clubes na mesma temporada. Voltou ao Racing e saboreou a conquista do Campeonato Argentino para encerrar o jejum do clube, no título de 2014.

Faixa hasteada em homenagem ao atacante (Divulgação / Racing Club)
(Divulgação / Racing Club)

Para este que foi seu último jogo, o argentino respondeu ao incentivo da torcida com o gesto de um abraço em si mesmo, como se pudesse abraçar a cada um presente no estádio do Racing. Após seu gol de pênalti, outra penalidade máxima foi marcada aos azuis. Milito foi novamente à bola, o goleiro atacou, mas o rebote foi de Romero para decretar o 2 a 0 e a vitória em casa.

"Quero agradecer a todos: um por um", Diego Milito

Com o apito final, a emoção tomou conta e o atacante de tantos gols, tantas conquistas e entrevistas precisou respirar firme para completar a jornada diante dos microfones. "Quero agradecer a todos os torcedores por todo o carinho e à minha mulher por me fazer pai. Estou tranquilo e em paz, porque me despeço com a camisa que amo".

"Foi muito difícil para eu jogar esta partida. São muitas emoções juntas. A verdade é que não tenho palavras, estou muito emocionado. Me passa um monte de coisas pela cabeça neste momento. Quero agradecer a todos. A todos: um por um", disse o ídolo que se despede das canchas.

"Nunca havia jogado uma partida com essas emoções. Vou levar gravado na memória. O abraço com Saja foi emocionante. Ele também é responsável por tudo que vivemos", falou Milito em relação ao cumprimento ao goleiro do Racing, campeão com ele em 2014, outro nome de bastante experiência no grupo atual.

"Todos sabem do amor que tenho pelo clube, mas agora vou descansar. Este grupo entrega tudo o que tem e isso é emocionante. Sempre fui muito respeitador dos outros clubes, porque isso meus pais me ensinaram desde pequeno", finalizou o diálogo com a imprensa na saída.

Milito erguido em campo pelos companheiros (Foto: Divulgação / Racing Club)
Inevitável ida às lágrimas de Milito (Foto: Divulgação / Racing Club)