11 contra 11: Argentina leva vantagem no comparativo entre titulares contra o Chile

Saiba, posição por posição, onde estão as forças e as fraquezas de cada uma das equipes

11 contra 11: Argentina leva vantagem no comparativo entre titulares contra o Chile
11 contra 11: Argentina leva vantagem no comparativo entre titulares contra o Chile (Foto: Getty Images)

Neste domingo (26), às 21h (de Brasília), em Nova Jersey, nos Estados Unidos, Argentina e Chile escrevem mais um capítulo na história da Copa América, que chegou a sua edição centenária em 2016. Após duelarem na estreia da competição, quis o destino que as seleções reeditassem a grande final de 2015, que foi vencida pelo Chile, nos pênaltis, por 4 a 1.

A Argentina chega para esta final como a grande favorita ao título. Isso porque a equipe comandada pelo Tata Martino apresentou um futebol mais vistoso em comparação à edição passada. Além disso, conta com a boa fase do seu sistema defensivo e ofensivo, este liderado por Lionel Messi. O Chile, por sua vez, fez uma campanha sólida, mas nada que enchesse os olhos dos torcedores, com a exceção dos 7 a 0 aplicado no México, nas quartas de final.

Com isso, a Argentina levou vantagem no comparativo entre os titulares que a VAVEL Brasil preparou para você. Confira:

Romero x Bravo

VITÓRIA DE ROMERO!  O goleiro argentino, apesar de ser reserva no seu clube, o Manchester United (ING), é titular absoluto da Albiceleste e tem a total confiança de Tata Martino. Bravo, por sua vez, mostrou insegurança e quase comprometeu o Chile na vitória por 4 a 2 diante do Panamá, onde falhou nos dois gols.

Mercado x Isla

VITÓRIA DE ISLA! Apesar do bom momento de Mercado, que desbancou seu companheiro de posição Roncaglia, Isla tem mais bagagem em sua seleção, por onde começou atuar desde 2007. Por isso, vence o confronto.

Otamendi x Medel

EMPATE! Otamendi se encontra em um ótimo momento no Manchester City, assim como Medel vive boa fase na Internazionale. Na Seleção, o chileno leva vantagem por poder atuar também como volante, mas no geral, um empate segue justo.

Funes Mori x Gonzalo Jara

EMPATE! Um dos setores mais criticados, o zaga argentina mostrou-se bastante segura na Copa América e Mori tem sido um dos responsáveis por isso. Pelo lado chileno, Jara teve boas atuações. Portanto, o empate prevalece novamente.

Rojo x Beausejour

VITÓRIA DE ROJO! Além de Romero, Rojo é outro que tem a total confiança de Tata Martino. Além disso, vive boa fase na lateral argentina.  Beausejour, por ser meia de origem, mostra deficiência e deixa espaços na marcação.

Mascherano x Aránguiz

EMPATE! Jogador argentino cumpre bem seu papel de proteger a defesa e também vive grande fase no Barcelona. O volante chileno, por sua vez, é reserva no Bayer Leverkusen, mas na roja, foi fundamental na vitória sobre a Colômbia, onde marcou um dos gols da classificação à final. Portanto, o empate é justo.

Augusto Fernández x  Francisco Silva

VITÓRIA DE SILVA! Jogador argentino não vem tendo boas atuações e perde o confronto para Silva, que está em melhor fase.

Banega x Pablo Hernández

VITÓRIA DE BANEGA! O volante argentino é peça fundamental no esquema implantado pelo Tata Martino e vence o confronto com facilidade.

Lamela x Fuenzalida

VITÓRIA DE LAMELA! A Argentina perde bastante com a lesão de Lavezzi, mas Lamela, seu provável substituto, tem entrado bem nos jogos. Por conta disso, vence o embate contra o chileno.

Messi x Vargas

VITÓRIA DE MESSI! Apesar da fase ruim no Hoffenheim, Vargas tem brilhado nessa Copa América, onde já marcou seis gols e é o artilheiro. Porém, não tem a genialidade de Lionel Messi, que balançou as redes cinco vezes.

Higuaín x Alexis Sánchez

VITÓRIA DE HIGUAÍN! O argentino iniciou mal a competição, passando em branco nas três primeiras rodadas. Entretanto, deu a volta por cima ao marcar dois gols contra a Venezuela e mais dois diante dos Estados Unidos. Além disso, tem mais tentos que o atacante chileno: quatro contra três. Portanto, vence o equilibrado confronto.  

Com seis vitórias argentinas, duas chilenas e três empates, a escalação geral ficou desta maneira: Romero, Isla, Otamendi/Medel, Funes Mori/Gonzalo Jara e Rojo; Mascherano/Aranguíz, Francisco Silva, Banega e Lamela; Messi e Higuaín.

(Todas as fotos: Getty Images)