Após desabafo de Messi, Mascherano também anuncia saída da Seleção Argentina

Informação da ESPN América Latina afirma que defensor do Barcelona também encerra ciclo com Albiceleste

Após desabafo de Messi, Mascherano também anuncia saída da Seleção Argentina
Getty Images

Após a derrota para o Chile nos pênaltis, pela final da Copa América Centenário, a Argentina agora conta com outros prejuízos surgidos na derrota. Lionel Messi prestou entrevista bombástica, alegando que pensa no fim de seu ciclo pela Seleção Albiceleste. Ainda na madrugada desta segunda-feira (27), Javier Mascherano é mais um atleta do Barcelona que pode ter encerrado sua passagem pela seleção principal. A informação está presente na ESPN América Latina.

Colega de Lionel Messi na Seleção Argentina e no clube catalão, o volante Javier Macherano recentemente completou 32 anos, sendo um dos mais experientes e importantes nomes do grupo argentino do técnico Tata Martino. O jogador debutou na seleção em 2003 e tem passagem pela Albiceleste desde o período olímpico, quando foi bicampeão com a Argentina em Atenas 2004 e em Pequim 2008.

Foram 129 jogos com a Seleção Argentina, o segundo atleta que mais jogou, atrás somente de Zanetti. Mascherano foi autor de três gols pela Albiceleste nestes 13 anos.

Pela seleção principal, a exemplo de Lionel Messi, o jogador mundialmente conhecido não conseguiu interromper o jejum de 23 anos da seleção, que não conquista uma competição desde a Copa América de 1993.

As notícias das possíveis saídas de Lionel Messi e Javier Mascherano pegam de surpresa à população argentina, alguns de seus companheiros e a imprensa pelo planeta. Há o aguardo por novas informações sobre a sequência tumultuada da Seleção Argentina, que tem seus próximos compromissos oficiais em setembro, quando retomam-se os jogos pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia 2018.

A Argentina terá clássico contra o Uruguai em setembro. O técnico Tata Martino, que recebe a pressão de parte do torcedor pelas últimas derrotas em finais, não falou em sair do comando técnico da Albiceleste. O treinador prestou entrevista coletiva antes dos anúncios de seus jogadores Messi e Mascherano e, portanto, não comentou o assunto.