Maradona afirma que vai conversar com Messi para não deixar Seleção Argentina

Ídolo do futebol argentino ainda apoiou decisão de Messi contra a Associação do Futebol Argentino (AFA) e reiterou que o craque do Barcelona tem chance de ganhar a Copa do Mundo na Rússia

Maradona afirma que vai conversar com Messi para não deixar Seleção Argentina
Maradona foi técnico de Messi pela Seleção Argentina durante 2008 a 2010 (Foto: Javier Soriano/GettyImages)

Após Lionel Messi ter falado que iria se aposentar da Seleção Argentina, o craque e ídolo do futebol dos hermanos, Diego Maradona falou para o jornal La Nacion que a Associação de Futebol Argentino (AFA) o abandonou e fez altas criticas à confederação.

"Deixaram Messi sozinho e eu não quero abandoná-lo. Por isso quero falar com ele. Para lutar contra todos que o deixaram só, do primeiro ao último dirigente," criticando duramente à atitude da dirigência.

Maradona continuou defendendo Messi: "Para mim, essa declaração de Lio só serve para tampar os desastres que há no futebol argentino. O fizeram colocar a cara e esconder tudo o que fizeram na AFA, hoje estamos falando dele, não deles [dirigência]", continuando.

"E também, tampar que perdemos duas finais consecutivas. Que com todo o respeito, não são a Holanda de 74, e perdemos as duas. Nesta altura não creio em nada, tenho a sensação que o mandaram: 'Vai lá e diz algo para salvar a nossa pele'. Foi um desastre e o deixaram sozinho", criticando a situação do futebol argentino.

Ele ainda reiterou o coro para Lio retornar vestir a camisa Albiceleste: "Messi tem que continuar com a Seleção, tem que continuar! Tem que seguir, porque irá chegar na Russia com condição de ser campeão Mundial", confiando que o vencedor de cinco bolas de ouro vai vencer a Copa do Mundo.

"Temos que confiar mais neles que podem ajudar o time à ir para frente, e não os que dizem que não tem para onde ir. Para aqueles que dizem que você tem que ir, fazem isso para não ver a bagunça que é o futebol argentino". Concluiu, pedindo a volta.

Antes da competição nos Estados Unidos, Maradona havia falado para Pelé que Messi não tinha personalidade para liderar a Argentina à um título. Todavia, mostrou confiança no maior jogador sul-americano da atualidade em ganhar um título próximo vestindo as cores de seu país.