Eliminatórias: cinco motivos para acreditar na vitória da Argentina contra o Brasil

Eliminatórias: cinco motivos para acreditar na vitória da Argentina contra o Brasil
Eliminatórias: cinco motivos para acreditar na vitória da Argentina contra o Brasil

No próximo dia 10, Brasil e Argentina irão se enfrentar pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. O jogo acontecerá no Mineirão, às 21h45 (de Brasília). Com a volta de Lionel Messi, veja abaixo cincos fatores para acreditar na vitória da Argentina contra o Brasil:

1.  Lionel Messi volta e aproveitamento aumenta: 

Messi está de volta e por si só, este já seria o motivo suficiente pra acreditar numa vitória Argentina, mas além do fato de ser o principal jogador da seleção, os números confirmam sua importância. Com Messi em campo, a seleção Argentina fez três jogos, o primeiro contra o Chile,  o craque não marcou gol, e o placar terminou 2 a 1 para a Argentina. O segundo confronto foi contra a Bolívia, o placar ficou 2 a 0 para a seleção Argentina com um gol marcado por Messi. O terceiro jogo foi contra o Uruguai, Messi marcou o gol e assim ficou o placar final, Argentina 1 a 0.



 

2. Bauza já está balançando e precisa da vitória para seguir no cargo:  

Edgardo Bauza é o atual treinador da seleção argentina, após a saída de Gerardo Martino, conhecido como Tata Martino. Com Bauza no comando a seleção argentina tem apenas 4 partidas, mas já sente a pressão por comandar uma equipe que não tem obtido rendimento e que não soube nos últimos três jogos produzir sem sua princial estrela (Lionel Messi). Foram dois empates (com as seleções de Peru e Venezuela) e uma derrota em casa pro Paraguai. Ou seja, é hora de mostrar serviço e voltar a vencer. 

3. Argentina precisa vencer desesperadamente pois esta fora da zona de classificação: 

A campanha Argentina não é das melhores e vem marcada desde o início pela irregularidade, o que os deixou numa possição muito desconfortável na classificação, com o quinto lugar. A situação pirou quando a FIFA puniu a seleção da Bolívia por uma escalação irregular. Por conta disso o Chile ganhou pontos da partida contra os bolivianos (havia sido empate) e ultrapassou os argentinos, que agora estão em sexto, fora da zona de classificação pra Copa do Mundo. 

4. Vantagens da Argentina fora de casa: 

Todos nós sabemos o quanto é difícil jogar na casa dos argentinos, mas ultimamente a vantagem Argentina mudou de lado. Nas Eliminatórias Sul-Americana, o desempenho dos argentinos vem demostrando o ao contrário do que todos nós sabemos. Em 5 jogos disputados fora de casa, foram 2 vitórias e 3 empates. A seleção argentina venceu Chile e Colômbia, ambas seleções fortes, enquanto os empates foram contra Paraguai, Venezuela e Peru. Dentro de casa, em 5 jogos foram 2 derrotas, 1 empate e 2 vitórias, Argentina perdeu para o Equador e para o Paraguai, empatou com o Brasil e venceu a Bolívia e o Uruguai. Sendo assim, invictos fora de casa, o desempenho da seleção Argentina está em 60%, enquanto em casa fica na faixa dos 40%.

5. Argentina quer devolver o resultado ruim do Monumental: 

Argentina precisa de resultados imediatos, principalmente contra aqueles que estão à frente na classificação. Os próximos confrontos são oportunidades que não podem ser desperdiçadas. A seleção Argentina irá enfrentar o Brasil (fora de casa), Colômbia e Chile (dentro de casa), seleções que são adversários diretos na busca por uma vaga no Mundial de 2018. Se voltarmos em novembro de 2015, terceira rodada dessas Eliminatórias, veremos que o placar  ficou em 1 a 1 contra o Brasil, em pleno Monumental de Nuñez. É a hora da Argentina buscar uma reação e a vitória na casa dos brasileiros, no Mineirão.