Messi desabafa sobre crise da Seleção Argentina: "Situação de m..."

Depois de perder para o Brasil, camisa 10 faz mais uma declaração polêmica

Messi desabafa sobre crise da Seleção Argentina: "Situação de m..."
(Foto: AP)

Que a relação entre o atual melhor jogador do mundo e a seleção argentina anda difícil, todos sabem. Camisa 10 do Barcelona e da Argentina, Messi teve mais uma dura partida defendendo seu país. Na noite desta quinta-feira (10), o Brasil venceu a Argentina por 3 a 0, no Mineirão, deixando os hermanos em uma situação delicada na tabela das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. 

Cabisbaixo, após a partida, Messi fez mais uma declaração polêmica sobre a seleção argentina. O camisa 10 e capitão da equipe de Bauza reconheceu a situação complicada vivida pela seleção e admitiu que só uma mudança de comportamento pode mudar a realidade dos hermanos. É válido lembrar que há cinco meses, após mais um vice-campeonato - para o Chile na Copa América do Centenário -, Messi declarou que não disputaria mais nenhum jogo com a camisa da Argentina. A seleção vive um jejum de 23 anos. Foram sete vice-campeonatos. E, Messi acumula quatro: três na Copa América (2007, 2015 e 2016) e uma na Copa do Mundo de 2014, contra Alemanha.

Mas, exatamente após 47 dias do anúncio da declaração de que a seleção argentina havia acabado para ele, Lionel Messi foi convocado pelo técnico Edgardo Bauza dando alívio aos argentinos e a todos os amantes do futebol. Messi, que fez duras críticas à AFA durante a Copa América, é o maior artilheiro da história da seleção argentina. 

No Mineirão, a dura relação de Messi com a seleção ganhou um novo capítulo. Após a derrota, o jogador aparentou irritabilidade, e soltou até um palavrão.

"Tem que mudar desde a cabeça. Quando a gente está bem na cabeça, as pernas respondem. Temos que mudar essa situação de m... Vamos receber críticas", disparou irritado, na zona mista do Mineirão. 

Para o camisa 10, a Argentina fazia uma boa partida até levar o primeiro gol, de Coutinho. Mas, não soube reagir e foi presa fácil para a seleção brasileira.
 
"Não esperávamos esse resultado. Era um rival duríssimo, mas esperávamos um pouco mais. Creio que até o primeiro gol estava muito parelho, mas depois do segundo (gol) eles terminam de liquidar. Nos perdemos, nos desarmamos. Está muito mais complicado. Temos que pensar na Colômbia sabendo que temos que melhorar muito. Não podemos repetir uma partida mais como o que vimos fazendo porque não vamos sair dessa situação dessa maneira", avaliou Messi. 

Mesmo abatido – durante e após a partida –,  Messi se apega no lado positivo do equilíbrio que pedromina as Eliminatórias. Caso vença  a Colômbia na próxima rodada, a Argentina ultrapassa o rival.  

 "Seguimos dependendo de nós mesmos. Dentro de todos os males, há o positivo. Não podemos perder mais pontos, sobretudo na nossa casa e sabendo que temos que melhorar muito. Viemos de duros golpes e resultados negativos. Nos faz custar levantar. Até o 1 a 0 estávamos bem, era uma partida igual. Depois não soubemos reagir. Somos conscientes que tem que mudar muito o nosso jogo. Dentro de todos os males, ganhando da Colômbia, seguimos dependendo de nós mesmos", declarou o camisa 10.

Com os nervos à flor da pele, a Argentina segue na 6ª colocação, com 16 pontos, fora da zona de classificação para a Copa do Mundo e encara a Colômbia na próxima terça-feira, às 21h30, horário de Brasília.