Bauza aprova importante vitória sobre Colômbia: "Não era uma partida fácil"

Comandante da Argentina ressalta empenho coletivo em buscar vencer e se recuperar nas Eliminatórias, voltando ao grupo classificatório

Bauza aprova importante vitória sobre Colômbia: "Não era uma partida fácil"
Messi abriu contagem com um belíssimo gol de falta (Foto: Daniel Jayo/Latin Content/Getty Images)

Precisando vencer para se reabilitar e ganhar sobrevida na luta pela vaga na Copa do Mundo, a Argentina entrou em campo motivada em jogo diante do Colômbia na noite desta terça-feira (15). No Estádio del Bicentenario, em San Juan, a Albiceleste foi superior durante todos os 90 minutos e bateu por 3 a 0, com uma boa atuação de Messi, que foi o autor do primeiro gol e deu passe para os outros dois.

Apesar do resultado positivo e do show à parte, o camisa 10 declarou, em nome de todo o elenco, que os jogadores não iriam mais conceder entrevistas, por conta de recente polêmica com a imprensa local, com o atacante Lavezzi sofrendo graves acusações. Ainda com todos esses problemas, o técnico Edgardo Bauza demonstra satisfação pelo bom desempenho mostrado.

"Estou contente porque os jogadores mereciam a vitória, já que não era uma partida fácil e eles resolveram bem, demonstrando estarem muito organizados. Nós tínhamos proposto fazer as coisas bem, porém nunca senti que os jogadores tiveram algum problema com a ideia, sim que eu sempre os tive perto de mim", assegurou o comandante, que mira usar novas peças nas próximas partidas, além de exaltar o coletivo.

Em nome do elenco, Messi descarta entrevistas dos jogadores após polêmica envolvendo Lavezzi (Foto: )
Em nome do elenco, Messi descarta entrevistas dos jogadores após polêmica envolvendo Lavezzi (Foto: Daniel Jayo/Latin Content/Getty Images)

"Não descarto a possibilidade de convocar alguém mais. Há muito por fazer, de imediato, na próxima convocação. Estes jogadores possuem a hierarquia interna, mas querem ganhar sempre e são os primeiros a se dispor a trabalhar. Os jogadores dão a vida pela camisa e eles vão dar continuidade com isso", completou.

O treinador argentino, que teve passagem pelo São Paulo em 2016, vê a possibilidade de atuar em Buenos Aires diante do Chile, mas admite que os pontos perdidos nos últimos duelos podem fazer diferença nas rodadas finais. Para Bauza, críticas direcionadas ao selecionado não têm fundamento, pois o grupo conseguiu segurar os colombianos.

"Não descarto jogar em Buenos Aires ante Chile, porém vamos resolver isso com os diretores. Sou muito autocrítico e sofri com cada ponto que perdemos. Não entendo, nem concordo com as críticas a jogadores, que se esforçaram tanto pela equipe. Hoje, fizemos bom trabalho defensivo e a Colômbia não rompeu as nossas linhas", encerrou.