Com dois de Blandi, San Lorenzo bate Lanús e abre vantagem nas quartas da Libertadores

Ciclón conquista boa vantagem e encaminha vaga para as semifinais da maior competição do continente; equipe granate precisará de partida perfeita para avançar de fase

Com dois de Blandi, San Lorenzo bate Lanús e abre vantagem nas quartas da Libertadores
Foto: Divulgação/ San Lorenzo
San Lorenzo
2 0
Lanús
San Lorenzo : Navarro; Paulo Diaz, Angeleri, Caruzzo e Gabriel Rojas; Mercier e Mussis; Cerutti (Reniero, Min. 90), Belluschi (Quignón, Min. 84) e Merlini (Botta, Min. 76); Nicolás Blandi. Técnico: Diego Aguirre.
Lanús : Andrada; José Gómez, Guerreño, Braghieri e Maxi Velázquez; Ivan Marcone, Roman Martínez e Pasquini; Ale Silva (Marcelino Moreno, Min. 74) , José Sand (Germán Denis, Min. 85) e Acosta. Técnico: Jorge Almirón.
Placar: 1-0, Nicolás Blandi, Min. 33 || 2-0, Nicolás Blandi, Min. 50.
ÁRBITRO: Wilmar Alexander Roldán (COL). Cartões amarelos: José Gómez (Min. 01), Blandi (Min. 07), Merlini (Min. 29), Gabriel Rojas (Min. 63), Mercier (Min. 69), Román Martínez (Min. 90+1).
INCIDENCIAS: PARTIDA DE IDA DA FASE DE QUARTAS DE FINAL DA LIBERTADORES DA AMÉRICA 2017, DISPUTADA NO ESTÁDIO Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires (ARG).

Abrindo a fase quartas de final da Copa Libertadores, o San Lorenzo recebeu o Lanús, nesta quarta-feira (13), no Estádio Nuevo Gasómetro, em Bueno Aires. No encontro entre times argentinos, a quipe da casa levou a melhor. Com dois gols do atacante Nicolás Blandi, o Ciclón venceu a partida por 2 a 0, conquistando uma bela vantagem para o jogo de volta. 

Com o resultado, o Lanús precisa vencer a próxima partida por três gols de diferença para conseguir a classificação no tempo normal. Caso o San Lorenzo faça gol no jogo de volta, a missão dos granates será ainda mais díficil, pois precisará de quatro tentos a seu favor. Vitória do Lanús por 2 a 0 leva a partida para os pênaltis, enquanto que o empate deixa a vaga na semifinal para o time do Papa Francisco

Os times voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (21), no Estádio La Fortaleza, em Lanús. Antes, no entanto, as equipes têm compromissos marcados pela terceira rodada do Campeonato Argentino. O San Lorenzo recebe o Arsenal de Sarandí, no sábado (16), no Nuevo Gasómetro, enquanto o Lanús visita o Independiente, em Avellaneda.

San Lorenzo abre o placar com golaço 

Jogando diante de sua torcida, o San Lorenzo iniciou a partida com muita pressão. Logo no primeiro minuto o lateral-direito do Lanús, José Gomés, foi advertido com cartão amarelo, por parar com uma dura falta a chegada de Merlini, que buscava o campo de ataque. Os donos da casa não se intimidaram com a resposta violenta. No lance seguinte, Cerutti aproveitou a sobra de uma cobrança de falta, chutou de primeira, e a bola passou perto do gol.

Com a marcação adianta, o Ciclón encurralava a equipe adversária em seu campo de defesa. Apesar de arriscada, a estratégia do San Lorenzo se mostrou exitosa. O Lanús não conseguia ultrapassar a linha central, limitando-se apenas a se defender. Mas apesar da alta posse de bola e do aparente domínio, o time da casa encontrava dificuldades no setor de criação.

Sem espaço para tabelar na área, os anfitriões resolveram arriscar de longe. Mussis chutou da intermediária aos 20 minutos e obrigou o goleiro Andrada a espalmar a bola para o lado. Em uma rara ida ao campo de ataque, o Lanús também levou perigo. Aproveitando cobrança lateral, Sand ajeitou para Pasquini, que emendou um forte chute para uma grande defesa de Navarro.

O lance perigoso animou os granates, que ganharam confiança e abandonaram a postura defensiva. Justamente neste momento o San Lorenzo investiu pesado. Numa ótima visão no meio-campo, Mercier deu um lindo passe para o artilheiro Nicolás Blandi, que da meia-lua virou o corpo de tocou pelo alto na saída de Andrada, abrindo o placar aos 33’: 1 a 0.

Blandi amplia, e Lanús não consegue reagir

(Foto: Divulgação / San Lorenzo)
(Foto: Divulgação / San Lorenzo)

Com a torcida inflamada no início da segunda etapa, o San Lorenzo não demorou para ampliar o marcador. Pressionado, Gomés tentou o drible e derrubou Blandi dentro da área, cometendo a infração. O próprio camisa 9 cobrou o pênalti, ampliando a vantagem da equipe azul-grená: 2 a 0, aos quatro minutos.

A folga no placar fez com que os papéis se invertessem. Enquanto o time da casa recuou, preparando-se para contra-atacar, o Lanús cresceu na partida, tentando ao menos descontar a diferença. Ainda assim, os granates pouco ameaçaram a meta defendida por Navarro. No lance mais de maior perigo, o arqueiro azul-grená defendeu o chute de Sand após a tabela com Martínez.

O San Lorenzo abdicou de buscar o terceiro gol. No entanto, os visitantes trocavam passes sem objetividade, o que facilitou a missão da equipe comandada por Diego Aguirre. Sem mais grandes oportunidades para nenhum dos lados, o árbitro colombiano encerrou a partida.