Gigliotti marca duas vezes, Independiente vence Libertad e está na final da Sul-Americana

Atacante marca dois gols e garante classificação do time argentino, que agora espera o vencedor de Flamengo ou Junior Barranquilla

Gigliotti marca duas vezes, Independiente vence Libertad e está na final da Sul-Americana
(Foto: Divulgação/CA Independiente)
Independiente
3 1
Libertad
Independiente: Campaña; Bustos, Franco, Tagliafico e Gastón Silva; Diego Rodríguez (Amorebieta), Martín Benítez (Domingo), Meza, Barco (Albertengo) e Sánchez Miño; Gigliotti
Libertad: Muñoz; Luis Cardozo, Alcaraz, Paulo da Silva e Candia; Aquino (Iván Ramírez), Benítez, Medina e Lucena; Salcedo e Recalde
Placar: 1-0 Barco. 2-0 Gigliotti. 2-1 Ángel Cardozo. 3-1 Giliotti
ÁRBITRO: Rodoy Zambrano Olmedo (Equador)
INCIDENCIAS: Partida válida pelo jogo de volta da semifinal da Copa Sul-Americana

A primeira equipe da final da Sul-Americana 2017, está definido: é o Independiente, que venceu o Libertad por 3 a 1, na noite desta terça-feira (29), no Estádio Libertadores de América, pelo jogo de volta da semifinal da Copa Sul-Americana. O Independiente abriu o placar com Barco, Gigliotti aumentou a vantagem dos argentinos, mas Ángel Cardozo diminuiu para o Libertad e Gigliotti fez o segundo dele, decidindo a partida.

O Independiente agora aguarda o vencedor de Flamengo x Júnior Barranquilla. A equipe brasileira venceu o primeiro jogo por 2 a 1, o jogo de volta acontece na quinta-feira (30), no Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, na Colômbia.

Em primeiro tempo eletrizante, Independiente fica perto da final

Jogando em casa e precisando do resultado à favor, o Independiente começou pressionando, até que aos quinze minutos teve um pênalti à favor. Os argentinos cobraram lateral rápido e pegou a defesa do Libertad desarmada. Barco invadiu a área e foi derrubado com falta. Na cobrança do pênalti, Barco cobrou firme no canto direito, deslocou Muñoz e abriu o placar.

Dois minutos após abrir o placar, a equipe da casa aumentou. Meza recebeu na direita da área, avançou e cruzou rasteiro na medida para Gigliotti se esticar e desviar antes do goleiro Muñoz. Aumentando o placar e dando ao Independiente o placar necessário para ir à decisão.

(Foto: Divulgação/CA Independiente)

O Libertad respondeu aos 24. Em jogada ensaiada, a bola chegou em Alcaráz na segunda trave, ele colocou de cabeça para dentro da área, e a bola sobrou para o pequeno Ángel Cardozo, estufar as redes. Com o placar, o Libertad estava na final. Mas seis minutos depois, os argentinos ampliaram. Gastón Silva fez grande jogada pela esquerda, tocou para Gigliotti, que se adiantou à marcação no cruzamento rasteiro e, de carrinho, colocou no canto de Muñoz. Colocando o Independiente na final.

Independiente administra o placar e garante sua vaga para a final

Logo aos seis minutos, o Libertad quase marcou. Salcedo invadiu a área pela esquerda e cruzou rasteiro, e a defesa do Independiente teve trabalho para conseguir afastar. Aos vinte minutos, o Libertad levanta a bola na área, Alcaraz vai no terceiro andar para ganhar no alto, mas cabeceou para fora.

Aos 32 minutos, Gastón Silva cobrou falta direto para o gol e mandou por cima do gol de Muñoz, que tirou com os olhos. Seis minutos depois, o Independiente teve outra chance. Barco fez fila na defesa do Libertad, invadiu a área e chutou de perna direita. A bola passou raspando a trave de Muñoz.

No final da partida, o Libertad pressionou os argentinos. Ángel Cardo fuzilou de pé direito de fora da área, a bola desviou no jogador do Independiente e tirou tinta da trave direita de Campaña. Aos 47, Salcedo cobrou falta no canto do goleiro, e a bola passou raspando a trave de Campaña.

(Foto: Divulgação/CA Independiente)