Artilheiro, Gigliotti exalta triunfo da equipe no jogo de ida: "Essa diferença é importante"

Atacante argentino é destaque, mais uma vez, do Rojo e diz pressão do jogo da volta pode se tornar uma vantagem para sua equipe; Além dele, zagueiro Tagliafico diz que Independiente está tranquilo

Artilheiro, Gigliotti exalta triunfo da equipe no jogo de ida: "Essa diferença é importante"
Foto: Buda Mendes/Getty Images

Os primeiros noventa minutos da decisão da Copa Sul-Americana se foram. No Estádio Libertadores de América, em Avellaneda, o Independiente conseguiu uma virada diante do Flamengo e venceu a partida por 2 a 1. Um dos destaques do Rojo, que é chamado de “Rey de Copas”, é o zagueiro Nicolás Tagliafico, capitão da equipe e especulado para fazer parte do plantel da Seleção Argentina nas próximas convocações.

Após o fim da partida, o zagueiro deu uma declaração falando da importância do resultado, que coloca o Independiente em vantagem para a partida da próxima quarta-feira (13), no Rio de Janeiro. “Essa vitória vale demais porque iremos ao Maracanã (na semana que vem) com o resultado ao nosso favor. Nós vamos tranquilos. Foi muito importante a gente ter conseguido essa recuperação (na partida) porque a equipe está ciente da situação e acredita que pode triunfar no Maracanã.”, disse.

O atleta fechou sua fala fazendo uma pequena previsão para o próximo encontro entre as duas equipes. “Se a gente jogar nível a nível, qualquer coisa pode acontecer porque eles têm muitos jogadores fortes em seu plantel. Temos que jogar com o resultado que construímos hoje, se a gente fizer um gol vai ser muito difícil para o Flamengo recuperar o placar.”, finalizou.

Além do defensor, outro jogador que falou após o término da partida foi Emanuel Gigliotti, autor do primeiro gol da equipe, que disse que o Maracanã lotado pode se tornar algo positivo para o Rojo. “Podemos tirar uma vantagem que pode ser importantíssima, que é a de jogar em um estádio duro, como é o Maracanã. Essa diferença (de um gol) é importante para jogar lá.”, disse.

Além disso, o atacante fechou sua entrevista fazendo uma pequena análise do jogo, reconhecendo que sua equipe esteve abaixo no segundo tempo, no qual o Flamengo foi superior. “O primeiro tempo foi muito intenso, conseguimos encontrar espaços, mas no segundo não tivemos essas possibilidades. Voltamos um patamar abaixo na etapa complementar, eles conseguiram nos superar.”, completou.