Visitante indigesto: Independiente é marcado por jogar bem longe de Avellaneda

Equipe de Ariel Holán conquistou mais pontos fora de casa do que em seu próprio estádio no último Campeonato Argentino e promete não facilitar a vida do Flamengo

Visitante indigesto: Independiente é marcado por jogar bem longe de Avellaneda
Foto: Marcelo Endelli/LatinContent WO

A torcida do Flamengo é conhecida por fazer grandes festas em jogos decisivos no Maracanã. Sendo uma das maiores do mundo, a pressão exercida pelos fãs nas arquibancadas é gigantesca e o time, em muitas ocasiões, é literalmente empurrado pelo grito que ecoa no estádio. Em uma final continental, isso pode pesar para muitos jogadores, mas não para essa equipe do Independiente.

O time treinado por Ariel Holán é o verdadeiro “visitante indigesto”, já que consegue repetir as mesmas atuações – e às vezes até jogar melhor – fora de casa das apresentadas no Estádio Libertadores de América. Os números e resultados deixam claro que o Rojo é a melhor equipe, jogando longe de seus domínios, da Argentina.

+ Radar da decisão: Independiente chega no auge da temporada em busca de algo além do título

No último Campeonato Argentino, o Independiente terminou na sexta posição, com 53 pontos, garantindo uma vaga na atual Copa Sul-Americana. O mais impressionante é que, dessa quantidade apresentada, 33 pontos foram conquistados fora de casa, o que resulta em pouco mais de 60% do total dos pontos conquistados. Contando apenas as partidas longe de seu estádio, o aproveitamento foi de 73.33%: dez vitórias, três empates e duas derrotas em 15 partidas jogadas.

Isso mostra outra grande qualidade da equipe de Ariel Holán: a adaptabilidade. O Independiente consegue manter o padrão em qualquer estádio, não se importando com nenhum tipo de pressão vinda das arquibancadas. Por muitas vezes, o Rojo jogou até melhor fora do que na sua própria casa, o que representa um perigo para o Flamengo.

No atual Campeonato Argentino, a campanha fora de casa do Independiente não chega aos pés da temporada anterior, mas ainda sim é destacável: três vitórias, dois empates e uma derrota – Incluindo um triunfo sobre o Racing, seu maior rival, no El Cilindro, com a equipe composta, em sua maior parte, por jogadores reservas. No último domingo (10), o Rojo derrotou o Arsenal de Sarandí, também com alguns atletas não muito utilizados na equipe titular, por 2 a 1, no El Viaducto.

Nessa Sul-Americana, foram cinco jogos disputados longe do Libertadores de América, com três vitórias e duas derrotas. Dos resultados negativos, é importante ressaltar que todos ocorreram em partidas de ida, já que o Rojo, até aqui, não foi derrotado em nenhum dos jogos de volta dos confrontos que disputou. Nesses jogos, a equipe de Ariel Holán marcou sete gols e sofreu quatro.

Jogos do Independiente fora de casa nessa Sul-Americana:

Primeira Fase: Alianza Lima 0 x 1 Independiente

Segunda Fase: Deportes Iquique 1 x 2 Independiente

Oitavas: Atlético Tucumán 1 x 0 Independiente

Quartas: Nacional-PAR 1 x 4 Independiente

Semi: Libertad 1 x 0 Independiente