Hernanes marca e Juventus bate Carpi em Turim na festa do pentacampeonato

Pouco utilizado nas últimas rodadas, meia brasileiro entrou como titular e anotou o primeiro tento bianconero

Hernanes marca e Juventus bate Carpi em Turim na festa do pentacampeonato
Título já estava garantido após a derrota do Napoli na semana passada (Foto: Marco Bertorello/Getty Images)
Juventus
2 0
Carpi
Juventus: Buffon; Rugani, Bonucci, Evra; Cuadrado (Lichtsteiner, min.74), Asamoah (Sturaro, min.85), Pogba, Hernandes, Alex Sandro; Morata (Zaza, min.46), Mandzukic.
Carpi: Belec; Sabelli, Zaccardo, Romagnoli; Raphael Martinho (Lasagna, min.66), Cofie, Crimi (Porcari, min.74), Gagliolo, Suagher; Verdi (De Guzman, min.85), Mbakogu.
Placar: 1-0, min.42, Hernanes, 2-0, min.80, Zaza.
ÁRBITRO: Massimiliano Irrati. Mandzukic (min.28), Raphael Martinho (min.30), Crimi (min.45), Rugani (min.52), Bonucci (min.67), Hernanes (min.90), Pogba (min.92), Lichtsteiner (min.93).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 36ª rodada da Serie A. Realizada no Juventus Stadium, em Turim, na Itália.

Em um clima festivo e completamente favorável, a Juventus venceu o Carpi na manhã deste domingo (1º), no Juventus Stadium, em confronto válido pela 36ª rodada da Serie A. Considerados reservas, Hernanes e Simone Zaza foram os autores dos gols da Velha Senhora.

Após uma arrancada simplesmente histórica, nenhum clube conseguiu tirar o pentacampeonato da Juve. Nem mesmo o melhor Napoli desde o esquadrão de Maradona e Careca na década de 1980/90, que por muitas rodadas foi líder isolado, foi capaz de apagar a campanha quase perfeita da equipe de Massimiliano Allegri.

Com o scudetto garantido, a Juve ainda disputa mais duas partidas na competição, a primeira diante do Hellas Verona no próximo domingo (8). Os confrontos deverão ser preparatórios para a decisão da Copa Itália no dia 21, no Olímpico de Roma, diante do Milan.

Mesmo estando há três jogos sem perder, a derrota do Carpi neste domingo deixa a equipe biancorossi ainda mais ameaçada da zona de rebaixamento. Somente o confronto direto com o Palermo deixa a equipe fora do Z-3. Os dois confrontos finais desta temporada deverão ser encarados como verdadeiras "guerras". Primeiro, o Carpi recebe em casa a decepcionante Lazio, e por fim, visita a ainda ameaçada Udinese, dependendo dos resultados, somente uma das duas equipes irá se livrar do descenso.

Hernanes marca pela primeira vez na Serie A desde que chegou à Juve

A equipe da Juve era de certa forma alternativa. Dybala, Barzagli e Khedira ficaram no banco de reservas, e deram lugar a jogadores poucas vezes utilizados, dentre eles, Hernanes, que pouco tempo mais tarde se tornaria destaque da Velha Senhora na partida.

Em uma partida completamente sob domínio dos donos da casa, a primeira finalização só veio aos sete minutos, quando Paul Pogba resolveu arriscar de média distância, entretanto, não levou perigo a meta de Belec.

Aproveitando a velocidade de seu setor de ataque, o Carpi não obteve muitos contra-ataques na primeira etapa. Na verdade, a primeira e única oportunidade surgiu com Verdi, o garoto arrancou em velocidade deste o meio de campo, finalizou com categoria e obrigou Buffon a realizar a primeira grande defesa do duelo.

Já no fim do primeiro tempo, a pressão da Juve se tornou ainda maior em busca do primeiro gol. Aos 42' Alex Sandro fez uma bela jogada pelo lado direito, isso mesmo, lado direito, rolou para a entrada da área e Hernanes com sua imensa categoria inaugurou o placar antes do intervalo.

Poucas oportunidades e mais um reserva deixando sua marca

O Carpi surpreendeu na volta do intervalo e chegou a pressionar a Velha Senhora nos primeiros minutos. O zagueiro Sabelli em duas oportunidades pelo alto por pouco não igualou. Verdi em mais uma finalização de fora da área também por muito pouco não balançou as redes bianconeras.

A partida se tornou calma, e pouco movimentada. A Juventus com quase 70% de posse de bola parecia não querer mais buscar a meta adversária, somente tocava a bola no setor de meio de campo sem muitas pretensões. Já o Carpi, esbarrava em suas limitações táticas e técnicas, e pouco incomodava a Velha Senhora.

Coube ao decisivo Zaza, que havia entrado na vaga do elogiado Morata decretar o destino da partida. Pogba cruzou na medida, e Zaza cabeceou sem muita força, porém, deslocando completamente Belec do lance, ampliando o marcador para o time bianconero.

Com dois tentos de desvantagem no placar, se tornou claro o abatimento do Carpi, ainda mais com um Juventus Stadium em festa, até porquê, os torcedores pela quinta vez consecutiva estavão em casa comemorando mais um título do Calcio.