Luca Toni se junta a Di Natale e anuncia aposentaria após partida contra Juventus

Aos 38 anos, histórico atacante afirmou que fará seu último jogo como atleta no domingo (8) diante da pentacampeã italiana

Luca Toni se junta a Di Natale e anuncia aposentaria após partida contra Juventus
Luca Toni não conseguiu evitar o rebaixamento do Hellas Verona à segunda divisão nesta temporada (Foto: Getty Images)

O futebol italiano perderá dois grandes símbolos ao final da atual temporada. Após Antonio Di Natale, da Udinese, confirmar que irá pendurar as chuteiras ao término de 2016/17, nesta quarta-feira (4) foi a vez de Luca Toni, atualmente no Hellas Verona, anunciar que sua carreira como jogador de futebol chegará ao fim. Em entrevista coletiva, o atacante de 38 anos disse que a partida contra a Juventus, no domingo (8), em Verona, será sua última como profissional.

Depois de algum tempo que parei para refletir e muitos anos de futebol, eu decidi que domingo será muito último jogo como profissional. Estou um pouco emocionado, foi uma decisão difícil e dolorosa, mas chegou o momento de eu dizer adeus à minha carreira de jogador. Eu estive pensando sobre isso por algumas semanas, não tem sido fácil. Então, no Bentegodi [estádio do Hellas Verona] contra a Juventus será meu último jogo”, afirmou o veterano.

Toni também lamentou seu péssimo rendimento nesta temporada com o Hellas Verona, que por sua vez não conseguiu se safar do rebaixamento à Serie B. “Quando tudo vai vem, é difícil pensar em aposentar. Mas essa foi a pior temporada da minha carreira, também a nível mental. A única maneira de parar era ter uma grande decepção e este ano a decepção para mim foi enorme”, disse o jogador, que rechaçou a possibilidade de ser treinador por enquanto.

Em 22 anos de carreira, Luca Toni atuou por 15 times diferentes, disputou 545 partidas e marcou 272 gols. Na última temporada, o italiano balançou as redes 22 vezes e foi eleito o artilheiro da Serie A ao lado de Mauro Icardi, da Internazionale.

Durante sua carreira, Luca Toni conquistou a Copa do Mundo de 2006 com a Itália, dois títulos de Bundesliga vestindo a camisa do Bayern de Munique e a Chuteira de Ouro em 2005/06 por ser o atleta que mais marcou gols na temporada.