Internazionale leva pressão no final, mas bate Empoli e assegura quarto lugar na Serie A

Já classificada para a Europa League, equipe nerazzurra contou com um gol de Icardi e outro de Perisic para derrotar os visitantes

Internazionale leva pressão no final, mas bate Empoli e assegura quarto lugar na Serie A
Foto: Getty Images
Internazionale
2 1
Empoli
Internazionale: Handanovic; Nagatomo, Juan Jesus, Miranda D'Ambrosio; Kondogbia, Felipe Melo, Perisic (Medel), Jovetic (Éder), Brozovic; Icardi (Biabiany). Técnico: Roberto Mancini.
Empoli: Pelagotti; Zambelli (Bittante), Tonelli, Costa, Rui; Zielinski (Maiello), Paredes, Buchel (Croce); Maccarone, Saponara, Pucciarelli. Técnico: Marco Giampaolo.
Placar: 1-0, min. 12, Icardi; 1-1, min. 37, Pucciarelli. 2-1, min. 40, Perisic.
ÁRBITRO: Marco Di Bello (ITA). Amarelos: Handanovic, Nagatomo, Perisic, Buchel.
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 37ª rodada da Serie A 2015/2016. Realizado no estádio Giuseppe Meazza, em Milão, Itália.

No estádio Giuseppe Meazza, a Internazionale jogou o suficiente para conseguir derrotar a equipe do Empoli no último jogo do clube em Milão na temporada. A vitória por 2 a 1 foi construída com um gol de Mauro Icardi e outro de Ivan Perisic. Manuel Pucciarelli até empatou para os Azzurri, mas nada que impedisse a derrota.

Ambos os clubes já não brigam por nada no campeonato, pois a Internazionale já está classificada para a Uefa Europa League da próxima temporada. Porém, a vitória assegurou a quarta colocação da Serie A aos nerazzurri, que chegaram a 67 pontos e não podem ser mais alcançados pela Fiorentina, quinta colocada.

Já o Empoli, que brigava contra o rebaixamento mas garantiu a permanência na elite na rodada anterior, aparece na 13ª posição, com 43 pontos.

A Internazionale fechará sua participação na Serie A no dia 15, quando irá enfrentar o Sassuolo no estádio Città Del Tricolore. O Empoli, por sua vez, encerra a temporada diante do Torino, no estádio Carlo Castellani, também no dia 15.

Em partida movimentada, Internazionale decide o jogo no primeiro tempo

Já classificada para a Europa League, a Internazionale não parecia muito interessada na partida, pois levou grande pressão do Empoli, que aos poucos chegava ao gol de Handanovic e por vezes até assustava o goleiro esloveno. Apesar da leve superioridade dos azzurri, os donos da casa também não ficavam muito atrás, chegavam com perigo mas meio desorganizado, as principais investidas interistas eram do argentino Mauro Icardi.

Com o trio de ataque do Empoli, formado e liderado por Massimo Maccarone não acertando o pé, a Internazionale aproveitou um contra-ataque para abrir o marcador aos 12 minutos. O croata Ivan Perisic recebeu na área e cruzou rasteiro para o artilheiro Mauro Icardi que não perdoou, o argentinou acertou uma bomba de três dedos e foi no ângulo do goleiro Alberto Pelagotti.

A Internazionale relaxou após o primeiro gol e permitiu que o Empoli chegasse aos poucos. Os azzurri foram recompensados pela insistência de empatar alguns minutos depois, já quase no finalzinho dos primeiros 45 minutos. Aos 37, Massimo Maccarone recebeu na esquerda dentro da área e serviu Manuel Pucciarelli, que  se adiantou de dois marcadores da Internazionale e ficou cara a cara com Handanovic, mandando no cantinho.

Mas os poucos torcedores do Empoli que estavam presentes no Giuseppe Meazza não tiveram tanto tempo para comemorar, pois aos 40 minutos, a Internazionale veio ao ataque com Stefan Jovetic, que chutou, Pelagotti fez boa defesa mas largou nos pés de Perisic que estava lá para empurrar ao gol vazio.

Internazionale segura placar no segundo tempo e sai com a vitória

A missão da Internazionale no segundo tempo foi apenas segurar o resultado. Mantendo a posse de bola, a equipe de Milão não se desesperou e passou a jogar na defensiva, no erro do Empoli. Desesperado, os azzurri correram atrás do empate, mas não foi o suficiente para que os comandados de Marco Giampaolo conseguissem evitar o pior.

Roberto Mancini ainda colocou dois jogadores habilidosos e de velocidade para os possíveis contra-ataques, Jonathan Biabiany e Éder, mas também não foram eficientes. O treinador do Empoli colocou a equipe mais para frente com as entradas dos meios-campistas Luca Bittante e Raffaele Maiello, contudo, as táticas de Marco Giampaolo não surtiram efeito.