Recuperado de lesão, Niang projeta melhora física para final da Copa Itália

Depois de quase três meses fora por contusão, jovem atacante está de volta aos treinos e vira reforço do Milan para jogos importantíssimos

Recuperado de lesão, Niang projeta melhora física para final da Copa Itália
Foto: Getty Images

Na última segunda-feira (9), M'Baye Niang, do Milan, voltou a treinar com seus companheiros após ficar quase três meses fora de combate por conta de uma lesão nos ligamentos da virilha esquerda. O atacante francês, salvo complicações de última hora, estará apto para a grande final da Copa Itália diante da Juventus no próximo dia 21. 

Mas antes, o jovem se prepara já para estar a disposição do treinador para a também importante partida do Milan diante da Roma, válida pela 38ª rodada da Serie A, e em uma entrevista concedida ao canal oficial do clube, contou como foi esse tempo em inatividade e diz estar preparado para os dois últimos duelos da temporada.

"Tive essa lesão que me deixou fora por três meses. Procurei trabalhar duro para estar apto para a final e nessa semana eu comecei a trabalhar com a bola e me senti muito bem com meus companheiros", explicou o atacante de 21 anos  

Recuperado, Niang deve começar a partida contra a Roma neste sábado (14), no San Siro, às 15h45, no banco de reservas e o jogador recomendou que o time entre focado para vencer o jogo.

"É uma partida importante porque queremos terminar em sexto lugar e fazer uma boa partida diante da torcida. Não podemos esquecer que somos o Milan. Nesse campeonato conseguimos dar trabalho para grandes equipes como Internazionale e Juventus. Contra a Roma deveremos entrar com o mesmo espiríto", analisou. 

Por fim, terminou falando sobre o desempenho milanista nessa temporada. "A vitória contra o Bologna era importante para a moral da equipe, mas agora não temos mais o destino em nossas mãos. Mas no futebol nunca se sabe o que pode acontecer. E também tem a partida contra a Juventus que pode nos colocar novamente na Europa. Se estivermos concentrados, podemos vencer", concluiu.