Itália vence Escócia com belo gol de Pellè em amistoso preparatório para a Eurocopa

Tento solitário do atacante garantiu o triunfo para a Azzurra

Itália vence Escócia com belo gol de Pellè em amistoso preparatório para a Eurocopa
Foto: Claudio Villa/Getty Images
Itália
1 0
Escócia
Itália: Buffon; Darmian (Federico Bernardeschi, MIN. 64), Bonucci, Chiellini, Barzagli; Giaccherini (Giacomo Bonaventura, MIN. 74), De Rossi (Jorginho, MIN. 66), Candreva (Parolo, MIN. 62), Florenzi; Eder (Lorenzo Insigne, MIN. 59), Pelle (Simone Zaza, MIN. 67)
Escócia: Marshall; Anya (Steven Naismith, min,70) Hanley, Martin, Paterson (Berra MIN. 45); McArthur (Craig Bryson, MIN. 82), Darren Fletcher, Ritchie, Charles Mulgrew; Ross McCormack (Steven Fletcher, MIN. 46), Matt Phillips (Oliver Burke, MIN. 72)
Placar: 1-0, MIN.56, Pellè;
ÁRBITRO: Alan Mario Sant (Malta)
INCIDENCIAS: Amistoso Internacional

Na tarde deste domingo (29), Itália e Escócia jogaram em amistoso válido como preparação para a Eurocopa 2016. No jogo de campo neutro, realizado em Malta, quem levou a melhor foram os italianos, ao vencerem pelo placar mínimo, com gol marcado pelo atacante Graziano Pellè.

Com a vitória, os italianos colocaram fim a uma sequência de quatro partidas sem vitórias, que havia se iniciado logo após o fim da fase eliminatória para a Eurocopa.

Já a Escócia conheceu sua primeira derrota desde a não classificação para o torneio. A seleção vinha de três partidas e três vitórias após a desqualificação.

A Itália dará sequência em sua preparação para a torneio europeu enfrentando a Finlândia, na próxima segunda-feira (6), em Verona. Já os escoceses têm um difícil confronto contra os anfitriões do torneio, a França, no sábado (4).

Itália domina primeiro tempo, mas não marca

Pressionados por um bom resultado, os comandados de Conte adentraram em campo sabendo que precisavam mostrar serviço. O que se viu entre as quatro linhas foi uma pressão exercida por parte dos tetra campeões mundiais, e algumas chances perdidas.

Logo aos seis minutos, Candreva bateu forte, o goleiro Marshall defendeu e no rebote Giaccherini chutou para mais uma defesa do arqueiro. Aos 23', duas oportunidades seguidas. Candreva cruzou e Giaccherini arrematou para fora. Logo depois, novamente o meio campista da Lazio ergueu a bola na área, dessa vez quase marcando o gol.

Cinco minutos depois, De Rossi fez belo lançamento par Giachherini, mas o atleta do Bologna desperdiçou mais uma chance ao emendar de primeira para fora. Nos minutos finais do primeiro tempo, a Azzurra continuou com o domínio da partida, mas não concretizou sua superioridade em mais nenhuma chance de gol.

Jogo morno e gol solitário dão vitória à Azzurra

Na volta para a segunda etapa, o ritmo do certame diminuiu bastante. Nos primeiros instantes, a Itália reafirmou seu controle do jogo, mas não conseguia infiltrar na defesa escocesa. Até que, aos 56 minutos, quando Pellè recebeu a bola de Éder e bateu colocado no canto esquerdo de Marshall, para tirar o zero do placar. A partir desse momento, ambos treinadores, principalmente Conte, por conta da Eurocopa, começaram a fazer várias substituições para testarem seus elencos. Isso freou a intensidade da partida ainda mais.

A organização e obediência tática da Escócia dificultavam a criação de oportunidades por parte da Itália. Aos 78 minutos, os The Dark Blues tiveram sua melhor chance no jogo. Ritchie aproveitou o erro de Bernadeschi na saída de bola e chutou com perigo par o gol, mas sem êxito. Daí em diante, os italianos administraram o placar e nada mais aconteceu em Malta.