Totti renova contrato com a Roma até 2017 e anuncia que será dirigente após se aposentar

Ídolo romanista jogará sua última temporada em 2016/17 antes de virar diretor técnico do clube

Totti renova contrato com a Roma até 2017 e anuncia que será dirigente após se aposentar
Totti é considerado pelos torcedores o maior ídolo da Roma (Foto: Divulgação/Roma)

A Roma anunciou oficialmente nesta terça-feira (7) a renovação contratual do meia-atacante e capitão Francesco Totti. Aos 39 anos, o experiente jogador fará em 2016/17 sua 25º e última temporada vestindo a camisa giallorossa. Após pendurar as chuteiras, porém, ele assumirá um cargo na diretoria da Roma.

Eu realmente queria renovar esse contrato, é a realização do meu sonho. Sempre foi meu sonho encerrar a carreira vestindo uma só camisa: a da Roma. Depois de falar com o presidente, eu estou ainda mais convencido de que podemos alcançar grandes objetivos”, disse Totti ao site oficial do clube, depois de uma reunião com o presidente James Pallotta.

Ao lado de James Pallotta, presidente da Roma, Totti assina seu novo contrato com o clube (Foto: Divulgação/Roma)
Ao lado de James Pallotta, presidente da Roma, Totti assina seu novo contrato com o clube da capital (Foto: Divulgação/Roma)

Em seguida, Totti anunciou que será dirigente após encerrar sua carreira de jogador. “Estou muito feliz, porque depois desse ano como jogador eu terei mais seis anos como diretor”, afirmou à Roma TV. “Como eu sempre disse ao presidente e para o clube, eu prefiro ter uma função muito específica como diretor técnico. Eles concordaram e eu sou muito grato”, acrescentou.

Totti é ídolo máximo da Roma. Passou sua carreira inteira no clube da capital italiana, recusando ofertas de grandes clubes, como o maior campeão da Uefa Champions League, Real Madrid. Em 758 jogos pela Roma, o camisa 10 marcou 304 gols desde que estreou profissional, contra o Foggia, no dia 4 de setembro de 1994.

Na última temporada, Totti se envolveu em polêmicas depois que Luciano Spalletti, atual técnico do time e que havia sucedido Rudi Garcia, optou por deixá-lo no banco de reservas em alguns jogos. Entretanto, o atleta embalou uma sequência de boas atuações na reta final da Serie A 2015/16, marcou gols importantes e ganhou a confiança do exigente treinador.