Retornos e acesso inédito: confira as equipes que subiram para a elite do futebol italiano em 2015/16

Cagliari e Pescara estão de volta. Já o quase centenário Crotone, disputará a Serie A pela primeira vez em sua história

Retornos e acesso inédito: confira as equipes que subiram para a elite do futebol italiano em 2015/16
(Foto: Tulio M. Puglia/ Getty Images)

Estavam enganados aqueles que achavam que a temporada do futebol italiano havia acabado. E se a reta final da Serie A não foi repleta de emoções com o pentacampeonto da Juventus conquistado de maneira antecipada, a Serie B obteve momentos marcantes até sua última partida, com os playoffs entre equipes que lutavam contra o rebaixamento, e pelo acesso a elite.

Na luta pela permanência na Serie B, os tradicionais Livorno e Modena acabaram caindo para a terceira divisão italiana antes mesmo dos playoffs, juntamente com o Como. No mata-mata, Salernitana e Virtus Lanciano se enfrentaram em partidas de ida e volta. No agregado, superioridade expressiva do Salernitana por 5 a 1 para se garantir na segunda divisão do Calcio, e consequentemente rebaixar o Virtus à Lega Pro.

Se a tristeza está de um lado, a festa está no outro. Confira agora detalhadamente a campanha e a trajetória das três equipes que estarão na Serie A 2016/17.

Cagliari

Campeão da Serie A em 1969/70, o tradicional Cagliari está de volta a elite na temporada seguinte ao seu rebaixamento. Comandados por Marco Sau no setor ofensivo e por Bruno Alves na defesa, o Rossoblu obteve uma campanha simplesmente fantástica nesta última temporada.

Foram 42 partidas disputadas, 25 vitórias conquistadas, oito empates e apenas nove derrotas sofridas. O melhor ataque da competição também pertenceu ao Cagliari, com 78 tentos anotados.

Apesar da liderança durante quase todas as rodadas, a confirmação do acesso veio somente na antepenúltima rodada da competição. Fora de casa, o Cagliari goleou o Bari por 3 a 0 com direito a uma pintura de Sau, para coroar a brilhante campanha da equipe dirigida por Massimo Rastelli.

Pensando na próxima temporada, a diretoria do Cagliari já começa a se movimentar na janela de transferências. Ambicioso, o clube quer entrar na Serie A para supreender, e não para brigar mais uma vez contra o rebaixamento. Para isso, jogadores renomados como Raúl Meireles e Seydou Keita estão nos planos para reforçar o elenco.

(Foto: Tulio M. Puglia/ Getty Images)

Crotone

Fundado em 1923 na pequena região da Calábria, no sul da Itália, o Crotone jamais havia chego perto da elite italiana. Tendo como xerife o defensor brasileiro Claiton, os Tubarões, como são conhecidos, contaram com o apoio de Palladino e Matteo Paro, ex-atletas da Juventus, para alcançarem o acesso pela primeira vez em sua história.

A campanha da equipe foi tão boa quanto a do campeão Cagliari. Somente um ponto separou as equipes na reta final, e por pouco o Crotone não coroou seu primeiro acesso com a primeira colocação. Tendo a segunda melhor defesa do torneio, somente atrás do Novara, os rubro-azulinos venceram 23 partidas, empataram 13 e perderam apenas seis.

O duelo do acesso veio há quatro rodadas do fim, longe de casa. O empate em 1 a 1 contra o Modena foi o suficiente para garantir o momento único na história quase centenária da equipe, que terá pela primeira vez a oportunidade de demonstrar o futebol da Calábria não somente para a Itália, mas para todo o mundo.

Para contrariar o destino alcançado por Frosinone e Carpi, que também subiram de maneira inédita na temporada retrasada, mas foram rebaixados em suas respectivas primeiras participações na elite, o Crotone pode contar com a ajudar de um atacante de peso: Mario Balotelli teria sido oferecido por empréstimo pelo Liverpool, já que o Milan não contará com o jogador.

"Me perguntaram recentemente sobre um jogador que precisa voltar ao seu melhor, e acredito Balotelli consiga retornar à sua melhor fase atuando aqui", afirmou Raffaele Vrenna, presidente do rubro-azulino.

 (Foto: Tulio M. Puglia/ Getty Images) 

Pescara

Por último, e não menos importante, está a classificação mais sofrida e a mais emocionante dentre as três. O Pescara após três temporadas está de volta à elite para sua sétima participação na Serie A. O clube formador de Marco Verratti, hoje no PSG, até que fez boa campanha antes dos playoffs. Foram 21 vitórias, nove empates e 12 derrotas sofridas e a quarta colocação da competição.

Por ter se classificado nas duas primeiras colocações após o acesso automático, o Pescara entrou nos playoffs direto nas semifinais. Seu adversário nesta fase foi o Novara, que havia eliminado o Bari. Nas três partidas entre as equipes, superação total do Pescara, com direito a duas vitórias, a última por 4 a 2.

Na grande decisão, o adversário foi o Trapani, que também havia entrado diretamente nas semifinais, e eliminado também sem dificuldades o Spezia com duas vitórias.

Comandados pelo campeão mundial Massimo Oddo, ex-lateral do Milan, o Pescara venceu a primeira partida dos playoffs por 2 a 0 em casa, e foi decidir a classificação na casa de seu adversário. A pressão da torcida foi grande, e os donos da casa inauguram o marcador logo no início. Contudo, com uma pintura quase do meio campo, Verre aos 57' garantiu o acesso dos Golfinhos à Serie A.

Para entrar forte e competitivo na próxima temporada, os esforços da diretoria alvi-azul deverá ser grande para manter o principal destaque da equipe. Gianluca Lapadula balançou as redes em 23 oportunidades, e foi o artilheiro isolado da competição, atraindo os olhares dos gigantes do futebol mundial. Segundo a imprensa, Juventus, Barcelona, Leicester e Napoli estariam na briga para contar com o futebol do matador. 

(Foto: Tulio M. Puglia/ Getty Images)