Pirlo admite saudade de jogar pela Itália e elege Verratti como 'futuro da Azzurra'

Não convocado para a Eurocopa, meio-campista diz: “Acredito que a seleção não precise de mim, já que estão jogando muito bem”

Pirlo admite saudade de jogar pela Itália e elege Verratti como 'futuro da Azzurra'
Pirlo disputou sua última partida pela Seleção Italiana em setembro de 2015, contra a seleção de Malta, em jogo válido pelas Eliminatórias da Euro (Foto: Paolo Bruno/Getty Images)

Campeão mundial com a Itália em 2006, o meio-campista Andrea Pirlo admitiu neste domingo (26), em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, que sente saudade de defender a camisa azzurra. Mesmo com as ausências dos lesionados Claudio Marchisio e Marco Verratti, o jogador, de 37 anos, acabou não convocado pelo treinador Antonio Conte para a disputa da Eurocopa, na França.

LEIA MAIS: Candreva não se recupera de lesão muscular e vira desfalque da Itália para jogo contra Espanha

No momento em que eu decidi ir para Nova York, automaticamente ficou claro com Antonio Conte: ‘Se precisar de mim, eu estarei aqui, mas se você chamar outra pessoa, eu entenderei’”, disse Pirlo, que deixou a Juventus ao final da temporada 2014/15 para se aventurar na MLS (Major League Soccer) defendendo o New York City.

Como não me vê frequentemente igual aos outros [jogadores], Conte não poderia saber se minha condição está boa. Então, ele chamou outros. A Itália não me perdeu. Eu acho que fiz que tinha que fazer com a camisa da Itália. Mas eu sinto falta da seleção, e eu sabia que poderia sentir. Mesmo sentando apenas sentado em frente à TV, você sente adrenalina e percebe o quanto isso afeta você. Acredito que a Itália não precise de mim, já que eles estão jogando muito bem e ainda vão melhorar”, garantiu o italiano.

Pirlo também rasgou elogios ao jovem Marco Verratti, de 23 anos, que perdeu a Eurocopa por conta de uma lesão na virilha. Para o ex-jogador da Juventus, o meio-campista do Paris Saint-Germain é o futuro da Seleção Italiana. “Talvez ele seja o jogador que mais se pareça como meu estilo de jogo. Ele certamente teria sido uma das estrelas da Euro 2016 e definitivamente será o líder da Itália no futuro. Ele tem todo o necessário para executar esse papel”, afirmou.