Conte usa vitória contra Espanha para acabar com rótulo de que a Itália é retranqueira

Eficiente, Seleção Italiana foi superior e bateu os espanhóis com autoridade

Conte usa vitória contra Espanha para acabar com rótulo de que a Itália é retranqueira
Conte grita durante o jogo contra a Espanha (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)

A Itália não era cotada nem de longe como uma das seleções favoritas para conquistar a Eurocopa 2016. Entretanto, a atuação desta segunda-feira (27) contra a Espanha derrubou qualquer desconfiança que pairava na cabeça do torcedor. Eficiente na defesa e precisa no ataque, a Azzurra superou a Roja, por 2 a 0, em Saint-Denis, e avançou às quartas de final do torneio. Ao final da partida, o técnico Antonio Conte usou o triunfo para pôr fim ao rótulo de que a Itália é uma seleção retranqueira.

Conte celebra a vitória da Itália sobre a Espanha (Foto: Matthias Hangst/Getty Images)
Conte comemora a vitória da Itália sobre a Espanha (Foto: Matthias Hangst/Getty Images)

Esses garotos têm algo de especial, são fora do normal. Já havia dito antes da partida, e agora demonstramos em campo. Nós provamos que a Itália não é só catenaccio [nome dado pelos italianos ao estilo defensivo]”, afirmou o comandante, que celebrou com muito fervor a classificação para a próxima etapa da Euro.

Às vésperas do confronto entre Itália e Espanha, o meio-campista espanhol Xavi Hernández, atualmente no futebol do Catar, analisou a Seleção Italiana treinada por Conte e a comparou a um mix de Barcelona e Atlético de Madrid. Conte retribuiu o elogio do ex-jogador do Barça: “Xavi nos deu o melhor elogio ao dizer que a Itália o lembra uma mistura de Barcelona e Atlético de Madrid. Isso prova que os que jogam futebol realmente entendem desse esporte”.

O adversário da Itália nas quartas de final será a Alemanha, atual campeã do mundial. Conte reconhece que os alemães são superiores aos italianos e assegura que caso passassem por eles, será um feito notável. “Hoje comemoraremos, amanhã pensaremos na Alemanha, que, sinceramente, acho um time superior a todos. Não tenho problema em falar isso. Precisamos nos recuperar a nos prepararmos com desejo e determinação. Precisaremos fazer algo absolutamente extraordinário. Porque, contra a Alemanha, só extraordinário não basta”, encerrou.

Itália e Alemanha se enfrentam no próximo sábado, às 16h, em Bordeaux. A Azzurra terá o desfalque do meio-campista ítalo-brasileiro Thiago Motta, suspenso pelo acumulo de cartões amarelos.