Irmão de Higuaín afirma que atacante não renovará contrato com Napoli

Nicolas Higuaín, que também é empresário do argentino, indicou que não deverá haver uma extensão do vínculo com o clube italiano

Irmão de Higuaín afirma que atacante não renovará contrato com Napoli
Irmão de Higuaín afirma: "Ele não renovará o contrato" (Foto: Getty Images)

Após a derrota da Seleção Argentina para o Chile no último domingo (26), na decisão da Copa América do Centenário, Nicolas Higuaín, irmão e representante do centroavante argentino Gonzalo Higuaín, sinalizou que o atleta não deverá renovar seu contrato com o clube italiano. Nicolas também falou sobre o futuro da seleção albiceleste:

"Eu não acho que Gonzalo é um assassino, ou que Aguero seja um traidor. Argentina tem os atacantes que qualquer seleção escolheria, só deu o azar de não marcarem no momento crucial", disse o representante de Higuaín, em entrevista ao Jornal Closs Continental.

"O presidente do Napoli pede a cláusula de rescisão [€ 94 milhões] para a venda, e temos o direito de não querer renovar o contrato. Chegamos a Nápoles com um projeto de sermos campeões, um projeto que visava vencer o scudetto, mas a resposta do clube não foi correta. Vamos continuar com este contrato e ver o que acontece. Se um clube irá compra-lo ou não", esclareceu.

O artilheiro argentino tem contrato até 2018 com o time do sul da Itália, e deverá cumpri-lo. Atualmente, Higuaín é o principal jogador do clube, tendo marcado 36 gols em 38 jogos na última temporada da Serie A, recorde em gols da competição. Por outro lado, El pipita vem sofrendo fortes críticas pelas atuações pela seleção nacional, principalmente em se tratando das últimas finais em que a Argentina fracassou.

Esses fracassos acumulados atingiram, inclusive, o maior ícone Argentino desde Maradona. Após a final contra o Chile, o melhor do mundo deu a entender que não deverá atua mais pela albiceleste. Nicolas também comentou o assunto: “Não há consolo depois de perder mais uma final, mas não acho que as palavras de Messi tenham  tido um efeito dominó, no entanto, penso que são em momentos de raiva em que se fala de tudo, e espero que Leo mude de opinião”.