Queda de rendimento na Lazio não impediu convocação de Felipe Anderson para Jogos Olímpicos

Apesar do baixo rendimento durante a última temporada, meia está presente na lista de Rogério Micale para a Olimpíada do Rio

Queda de rendimento na Lazio não impediu convocação de Felipe Anderson para Jogos Olímpicos
Felipe Anderson é o único brasileiro que atua no futebol italiano presente na convocação de Micale (Foto: Getty Images)

Destaque da Lazio durante a temporada 2014/15, o meia brasileiro Felipe Anderson, de 23 anos, não conseguiu manter o mesmo nível no time italiano para a época seguinte, 2015/16. Apesar da queda de rendimento, contudo, o jogador está presente na lista de 18 atletas convocados pelo técnico Rogério Micale para a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Com isso, Felipe Anderson é o único jogador que atua no futebol italiano que irá defender a Seleção Brasileira Olímpica. O zagueiro Rodrigo Ely, que chegou a ser capitão do Brasil durante alguns amistosos preparatórios para os Jogos Olímpicos, acabou ficando de fora da chamada final. O defensor quase não teve oportunidades durante a temporada anterior no Milan.

Temporada aquém do esperado, oferta do Manchester United e camisa 10 da Seleção Olímpica

A última temporada não deve ficar marcada na memória de Felipe Anderson. Mesmo sendo um dos principais jogadores durante a antepenúltima época, 2014/15, a o brasileiro viveu de lampejos em 2015/16, não conseguindo destoar do ritmo decadente que pairou no time da Lazio.

Os números do meia laziale são reflexo de sua queda de produção: em 47 jogos, marcou apenas nove gols e forneceu seis assistências para seus companheiros. Dados bem baixos se comparados aos de 2014/15, em que Felipe Anderson fechou com 37 jogos, balançou as redes 11 vezes e deu dez passes para gols.

No entanto, apesar do rendimento aquém do esperado na última temporada, Felipe Anderson se valorizou no mercado. O Manchester United, inclusive, queria contar com o futebol do criativo meia. A Lazio, entretanto, recusou a oferta do clube inglês.

Felipe Anderson usou a camisa 10 da Seleção Brasileira Olímpica durante toda a preparação dos canarinhos para a Olimpíada do Rio e não decepcionou. O meia, inclusive, foi um dos destaques do Brasil na goleada sobre os Estados Unidos, por 5 a 1, em novembro de 2015, em amistoso realizado em Belém. Ele saiu do banco e marcou dois gols – um deles sendo de falta.

Destacou-se também no último amistoso preparatório da Seleção Brasileira Olímpica, contra a África do Sul, em março deste ano, em Maceió. Dessa vez o meia não balançou as redes durante a vitória por 3 a 1 ante os Bafana-Bafana, mas foi o responsável pelas jogadas que deram início aos dois primeiros gols tupiniquins. Organizou o meio de campo da equipe enquanto esteve em campo – deu lugar a Thiago Maia no segundo tempo.

As boas atuações de Felipe Anderson com o uniforme verde e amarelo deixam boa impressão para Rogério Micale, treinador que o acompanha desde as categorias de base do Brasil. “Sabemos o potencial que Felipe Anderson tem. Tem a nossa confiança. Ele mostrou todo o talento e qualidade que vem desempenhando”, disse o comandante, após a boa exibição do atleta contra a África do Sul.

Depois de muito trabalho e dedicação, Felipe Anderson acabou recompensado com a convocação nessa quarta-feira (29). O camisa 10 da Lazio não escondeu sua euforia: “Jogar as Olimpíadas sempre foi uma das minhas maiores prioridades. Ver esse momento se concretizar com a convocação é uma emoção que não tenho palavras para descrever. Participei ativamente de toda preparação, tenho uma fé enorme nesse projeto, nas pessoas que estão no comando dele, e vou fazer o possível e o impossível para trazer esse ouro para o nosso país. Temos um time de qualidade e pronto para encarar esse desafio”.