Aos 39 anos, experiente goleiro De Sanctis não renova contrato com a Roma

No banco de reservas, De Sanctis atuou pouco na última temporada e com sua elevada idade não terá seu vínculo renovado com os Giallorossi

Aos 39 anos, experiente goleiro De Sanctis não renova contrato com a Roma
Foto: Getty Images

O goleiro Morgan De Sanctis de 39 anos foi titular absoluto da Roma nas duas primeiras temporadas no clube, mas neste último ano não passou da reserva do polonês Wojciech Szczesny, e a chegada do brasileiro Alisson Becker alimenta mais ainda que o futuro do experiente atleta não será na Roma. O vínculo do goleiro com os Giallorossi terminou nesta última quinta-feira (30), e em nenhum momento foi cogitado uma possível renovação.

Em entrevista à Sky, De Sanctis falou sobre o seu futuro na Roma, declarando o desejo de permanecer pelo menos mais uma temporada na equipe da capital, e ainda não perdeu as esperanças de uma renovação. 

"A partir de hoje eu sou oficialmente um agente livre. Eu nunca tive este sentimento depois de ser libertado pela Roma. Há uma série de discussões em jogo, mas há sempre a oportunidade de ficar na Roma", explicou.

"Por enquanto a situação está em stand-by, mas eu sempre pensei que eu ia acabar com a minha carreira nos giallorossi. Tudo o que posso fazer é ser paciente e fazer a escolha certa. Minha prioridade é a Roma, mas eu não posso esperar para sempre. Os campos de treinamento da pré-temporada começarão em breve, e eu gostaria  da oportunidade de estar com meus companheiros de equipe", lamentou o goleiro.

"Seria um grande pesar para não ser uma parte do último ano de carreira de Totti", concluiu.

Aos 39 anos, De Sanctis tem uma carreira gloriosa no futebol italiano. Foi revelado pelo Pescara e tem passagens por Juventus, Udinese, Sevilla, Galatasaray, Napoli e Roma. O goleiro atuou temporada passada em apenas seis partidas. De Sanctis também esteve na seleção italiana por diversas vezes como reserva imediato de Buffon, sendo convocado para duas Eurocopas (2008 e 2012), uma Copa do Mundo (2010) e uma Copa das Confederações (2009).